Archive for the SOLIDARIEDADE Category

Massa dona 21.500 dólares a un estado brasileño devastado por las lluvias

Posted in SANTA CATARINA, SOLIDARIEDADE on 1 de Dezembro de 2008 by os.maias

20MINUTOS.ES/AGENCIAS.

Massa dona 21.500 dólares a un estado brasileño devastado por las lluvias

  • Está en Brasil para disputar el Desafío Internacional de las Estrellas.
  • La organización donará la misma cantidad al estado de Florianápolis.
  • En el evento participará también Michael Schumacher.

Minuteca todo sobre:

El piloto brasileño de Ferrari Felipe Massa ha anunciado que donará 50.000 reales (unos 21.500 dólares) al estado de Santa Catarina para ayudar a la reconstrucción de las zonas devastadas por las lluvias que han dejado alrededor de un centenar de muertos.

“Daré 50.000 reales de mi bolsillo, además de un uniforme firmado para ser subastado. Es lo mínimo que puedo hacer por estas personas”, indicó el actual subcampeón de la Fórmula Uno en una rueda de prensa en Florianópolis, capital de Santa Catarina.

Daré 50.000 reales de mi bolsillo, además de un uniforme firmado para ser subastado

Massa está en Florianópolis para participar este fin de semana en el Desafío Internacional de las Estrellas en el circuito de karts de Los Ingleses, en el que, entre otros, también estará el siete veces campeón de la Fórmula Uno, el alemán Michael Schumacher.

La organización de la carrera se sumó también a la iniciativa del piloto y dio un cheque de otros 50.000 reales al gobierno local, además de instalar un puesto para hacer donaciones.

“Es un momento triste, pero pienso que el evento puede ser una forma de solidaridad para ayudar en esta causa. Vamos a disputar la carrera pensando en ayudar”, afirmó Massa, quien defendió así a la organización de las críticas recibidas por no anular la prueba en un estado que sufre un desastre natural.

La recaudación de las entradas vendidas para la carrera será donada a instituciones de beneficencia como la que tiene el ex tenista brasileño Gustavo Kuerten, natural de Santa Catarina.

Además del elevado número de muertos, las fuertes lluvias han dejado hasta ahora cerca de una veintena de desaparecidos y unos 80.000 damnificados

Saiba como ajudar as vítimas da chuva em Santa Catarina

Posted in SANTA CATARINA, SOLIDARIEDADE on 29 de Novembro de 2008 by os.maias

Brasil – 28/11/2008

As chuvas intensas em Santa Catarina já fizeram mais de uma centena de vítimas e deixaram quase 80 mil pessoas desabrigadas. Um dos principais destinos turísticos do país, o estado agora precisa de sua ajuda.

A Secretaria Nacional de Defesa Civil aceita doações no Brasil inteiro. Antes de encaminhar qualquer material para a Defesa Civil, é recomendável entrar em contato com os representantes da entidade no seu estado ou município (veja a lista de postos aqui) para saber que tipo de material é mais necessário no momento. A mesma regra vale para quartéis dos Bombeiros ou da Polícia Militar que também estejam recebendo doações.

Atenção: a Defesa Civil alerta que não envia mensagens eletrônicas, como e-mails ou mensagens por celular, com pedidos de auxílio.

Veja abaixo como fazer doações de outras formas:

EM TODO O BRASIL

Dinheiro

Quem deseja doar dinheiro pode depositar a quantia escolhida em uma das contas abertas em nome da Defesa Civil.

Depósito em agências ou transferência pela internet (em nome de “Fundo Estadual da Defesa Civil”, CNPJ 04.426.883/0001-57):

– Bradesco S/A: Agência 0348-4, Conta Corrente 160.000-1
– Caixa Econômica Federal: Agência 1877, operação 006, conta 80.000-8
– Itaú: Agência 0289, Conta Corrente 69971-2.

Somente depósito em agências:

– Banco do Brasil: Agência 3582-3, Conta Corrente 80.000-7
– Besc: Agência 068-0, Conta Corrente 80.000-0

Remédios, mantimentos etc.

A Cruz Vermelha Brasileira está recebendo doações em diversos estados. Os endereços estão no site da entidade.

EM SÃO PAULO

Água

Para doar água potável, um dos itens de que os catarinenses mais necessitam, é preciso ir a qualquer posto da Polícia Militar (a lista completa dos postos em São Paulo está no no link Unidades PM) ou dos Bombeiros, que funcionam 24 horas por dia.

Remédios, mantimentos etc.

A Coordenadoria Municipal da Defesa Civil -SP (Comdec – Rua Afonso Pena, 130, Bom Retiro, 11/ 3313-5726) está aceitando doações 24 horas por dia. O mesmo ocorre na sede da Cruz Vermelha Brasileira (Avenida Moreira Guimarães, 699, Saúde, 11/ 5055-3211). Em outros postos, a Cruz Vermelha está recebendo doações em horário comercial:

– Colégio Santo Ivo
Rua Passo da Pátria, 1705, Alto da Lapa, 11/3837-0566.

– ACM – Associação Cristã de Moços
Avenida das Flores, 453, Jd. das Flores, Osasco, 11/3685-8900.

– Restaurante Mostarda
Av. Luis Carlos Berrini, 483, Brooklin Novo

– Escola Oriental de Massagem e Acupuntura,
Avenida Diederichsen, 1000, Jabaquara (próximo ao metro Conceição), 11/5592-1444

– Felicita Beauty
Rua Dr. Cesário Mota Jr, 383, Vila Buarque

– Supermercado Papini
Avenida Professor Papini, 232, Cidade Dutra

– Condomínio Jd. Office Tower
Alameda Joaquim Eugênio de Lima, 881, Jardins

O São Paulo Futebol Clube (Praça Roberto Gomes Pedrosa, 01, 11/ 3749-8000) arrecadará doações até sábado (29), no portão 1 do Estádio do Morumbi, das 8h às 20h. No domingo (30), dia do jogo entre o São Paulo e o Fluminense, todos os portões de acesso ao estádio receberão doações, desde a abertura até o intervalo da partida.

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (0800- 055-0121) recebe doações de alimentos não perecíveis, roupas e cobertores nas estações de trem de maior movimento em São Paulo: Luz, Brás, Barra Funda, Osasco, Santo Amaro e Santo André. Elas podem ser depositadas nas caixas instaladas nas estações ou entregues a um agente operacional.

EM SANTA CATARINA

Doação de sangue

O horário de atendimento nos postos da Secretaria de Estado da Saúde é das 7h30 às 18h30. Para doar sangue é preciso ter entre 18 e 65 anos, estar saudável e evitar alimentação gordurosa e bebidas alcoólicas nas horas anteriores à doação.

– Hemoesc Florianópolis
Rua Othon Gama D’eça, 756, Centro, Florianópolis, 48/3251-9711

– Hemocentro Regional de Chapecó
Rua São Leopoldo, 391, Quadra 1309, bairro Esplanada, Chapecó, 49/3329-0550

– Hemocentro Regional de Joaçaba
Avenida 15 de Novembro, 23, centro, Joaçaba, 49/3522-2811

– Hemocentro Regional de Lages
Rua Felipe Schmidt, 33, Lages

– Centro Hemoterápico de Blumenau
Rua Marechal Floriano Peixoto, 300 (anexo ao hospital Santa Isabel), Centro, Blumenau.

Remédios, mantimentos etc.

O Parque Beto Carrero (Rua Inácio Francisco de Souza, 1597, Praia de Armação, Penha, 47/3261-2354) recebe doações de agasalhos, alimentos, colchões, água potável e medicamentos.

Os postos catarinenses da Polícia Rodoviária Federal recebem doações de alimentos não-perecíveis, roupas e colchões.

Em Balneário Camboriú, a Univali está confeccionando roupas de cama e camisetas para as vítimas e precisa de voluntários para ajudar na produção. Não é preciso saber costurar. A instituição também recebe doações de matérias-primas como malhas, tecidos, elásticos e embalagens plásticas. O laboratório de Modelagem e Vestuário fica no bloco 9 do Campus Balneário Camboriú (Quinta avenida, s/n) e funciona das 8h30 às 20h. Mais informações pelo telefone 0800-723-1300.

As secretarias regionais da região do Vale do Alto Itajaí (Blumenau, Brusque, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joinville e Timbó) criaram postos para receber doações:

– Blumenau: Colégio Victor Hering
Rua Antônio Cândido Figueiredo, 399, Vila Nova

– Brusque: Fenarreco
Rodovia SC-486 (próximo à Havan), Centro

– Itajaí: Parque da Marejada
Av. Vicotr Konder, s/n, Bairro Fazenda

– Jaraguá do Sul: Arena Multiuso Jaraguá

Por Juliana Couto

ADOTE UM GATINHO

Posted in SOLIDARIEDADE on 6 de Novembro de 2008 by os.maias

Fila de espera na AACD já é de 32 mil crianças e jovens

Posted in SOLIDARIEDADE on 5 de Novembro de 2008 by os.maias

Entidade decidiu parar de investir em expansão para tentar dar conta da demanda existente

Fabiane Leite, de O Estado de S. Paulo


Componentes.montarControleTexto(“ctrl_texto”)

SÃO PAULO – A fila de crianças e jovens que esperam por consultas, órteses, próteses e cadeiras de rodas nas oito unidades da AACD no País chegou a 32 mil pessoas, quase um estádio do Pacaembu lotado, e a entidade decidiu parar de investir em expansão para tentar dar conta da demanda existente. No quesito cirurgias, o tempo de fila oscila entre 2 a 10 anos, atualmente.

Segundo Eduardo de Almeida Carneiro, diretor presidente da Associação de Assistência à Criança Deficiente, todos os recursos do Teleton 2008, famosa campanha televisiva para a arrecadação de fundos que ocorre neste mês, terão de ser investidos na contratação de mais profissionais para as unidades já existentes, com o objetivo de reduzir a espera.

“Esta espera é só na AACD, imagine nos rincões do País. Imagine esperar dez anos. Com os recursos do Teleton, construíamos uma unidade nova a cada ano, mas imaginávamos que a comunidade assumiria os serviços”, diz Carneiro.

Segundo o presidente, convênios com prefeituras e outras esferas de governo, doações e prestações de serviços privados não ocorreram no volume suficiente nas unidades para dar conta do funcionamento a pleno vapor. “Não há mais como crescer. Por esta razão, neste ano os recursos serão para o atendimento dos que já estão na fila, até porque as unidades não estão a 100%”, disse ainda Carneiro, que trabalha como voluntário.

Leia a reportagem completa na edição desta quinta-feira de O Estado de S. Paulo

( TODO MUNDO FAZ DOAÇÕES , MENOS O GOVERNO QUE NÃO DEIXA DE COBRAR OS IMPOSTOS DAS LIGAÇÕES FEITAS PELA POPULAÇÃO , QUE JÁ PAGA IMPOSTOS ATÉ O ÚLTIMO FIO DE CABELO, POR UM SERVIÇO QUE NÃO PRECISARIA VIVER DE DOAÇÕES SE O GOVERNO GASTASSE O DINHEIRO QUE ARRECADA DO CIDADÃO PARA BENEFICIAR O PRÓPRIO CIDADÃO, ESSE DINHEIRO DOS IMPOSTOS É ENCARADO COMO DOAÇÃO:

– TOMA ! VÃO SE DIVERTIR SRS. POLITICOS , VÃO GASTAR BASTANTE POIS A “GRANA” NÃO É TUA MESMO!

ENQUANTO ISSO TEMOS OS TELETONS DA VIDA PRA ANGARIAR DINHEIRO PARA CUIDAR DA SAÚDE DE CRIANÇAS E JOVENS)


CESTAS DE NATAL

Posted in SOLIDARIEDADE on 31 de Outubro de 2008 by os.maias

Todos os anos, nos meses de novembro e dezembro, o Pão Nosso vira de cabeça para baixo. É quando voltamos nossos esforços para a campanha da Cesta de Natal. De 2002 para cá a venda de cestas de natal cresceu mais de 2500%. Saltando de pouco menos de 200 em 2002 para 5240 em 2006. Aproximadamente 30 pessoas envolvem-se diretamente com a compra de produtos, venda , montagem e entrega das cestas. É o Pão Nosso cumprindo aquilo a que se propôs: geração de renda.
Participe! Antes de fechar negócio no fim do ano, consulte-nos. E consulte também em PARCEIROS as empresas que doam produtos para nossa cesta e aquelas que são compradoras. É responsabilidade social. Quem sabe o nome de sua empresa não fará parte dessa lista?!

Prezado(a) Amigo(a)

1- Antes de decidir sobre as cestas deste ano, fale conosco;
2- O PanetoneTommy é fabricado pela Bauducco
3- Observe a qualidade, gramatura e diversidade dos produtos;
4- Não visamos lucro. Somos uma entidade e nossa meta são nossas crianças / jovens.

Fale conosco!

Rua: Maria Maximiana da Silva, 153/161, Jd Ester
Telefone: (11) 3782.2240/3782.2723

• Cesta Plena “A” 35 ítens
Produto Fornecedor Peso
1
Ameixa Mr.Man 100g
2
Azeitona Raiola 100g
3
Bala de goma Tutti 200g
4
Biscoito recheado Itamaraty 115g
5
Biscoito salgado Itamaraty 60g
6
Biskuit Bauducco 30g
7
Bolinho brigadeiro Bauducco 40g
8
Castanha do Pará Mr.Man 150g
9
Côco ralado Indiano/Du côco 50g
10
Creme de leite Italac/Nilza 200g
11
Damasco Mr.Man 150g
12
Doce de goiaba Predilecta 300g
13
Farofa temperada Ki Sabor 300g
14
Filtrado s/al. Amália 660ml
15
Frutas cristalizadas Mr.Man 150g
16
Gelatina Dr.Oetcker 85 gr
27
Geléia Superbom 230g
18
Leite condensado Bom Gosto/Italac 270g
19
Lentilha Mr.Man 200g
20
Maionese Vigor 200g
21
Maria mole Dr.Oetcker 85g
22
Mistura de bolo Barra/Sol 400g
23
Moranguete Bel 63g
24
Ovinhos de amerndoim Kiuty 60g
25
Panetone Bauducco 500g
26
Patê Swift/Anglo 130g
27
Pêssego em calda Schramm 400g
28
Rosquinhas de côco Pullman 30g
29
Salgado Lucky 45g
30
Suco de cajú Superbom 500ml
21
Torrone Montevérgine 45g
32
Uva passa Mr.Man 100g
33
Wafer Bauducco 30g
34
Embagem decorada
35
Ingresso Cinema Rede Haway

Valor
68,20
• Cesta Especial “B” 28 ítens
Produto Fornecedor Peso
1
Ameixa Mr.Man 100g
2
Azeitona Raiola 100g
3
Bala de goma Tutti 200g
4
Biscoito salgado Itamaraty 60g
5
Biskuit Bauducco 30g
6
Biscoito recheado Itamaraty 115g
7
Bolinho recheado Bauducco 40g
8
Côco ralado Indiano/Du côco 50g
9
Creme de leite Italac/Nilza 200g
10
Doce de goiaba Predilecta 300g
11
Farofa temperada Ki Sabor 300g
12
Filtrado s/al. Amália 660ml
13
Gelatina Dr.Oetcker 85 gr
14
Leite condensado Bom Gosto/Italac 270g
15
Lentilha Mr.Man 150g
16
Maionese Vigor 200g
17
Maria mole Dr.Oetcker 85g
18
Mistura para bolo Barra/Sol 400g
19
Ovinhos de amendoim Kiuty 60g
20
Panetone Visconti 500g
21
Pêssego em calda Schramm 440g
22
Rosquinhas de cCôco Pullman 30g
23
Salgado Lucky 45g
24
Suco de cajú Superbom 500ml
25
Torrone Montevérgine 45g
26
Uva Passa Mr.Man 100g
27
Wafer Bauducco 30g
28
Embalagem decorada
Valor
52,00
Este ano um presente especial às empresas participantes,
Ingressos de Cinema da Rede Haway
• Cesta Padão “C” 23 ítens
Produto Fornecedor Peso
1
Azeitona Raiola 100g
2
Bala de goma Tutti 200g
3
Biscoito recheado Itamaraty 115g
4
Biscoito salgado Itamaraty 60g
5
Biskuit Bauducco 30g
6
Bolinho brigadeiro Bauducco 40g
7
Doce de goiaba Predilecta 300g
8
Farofa temperada Ki Sabor 50g
9
Filtrado s/al. Amália 660ml
10
Gelatina Dr.Oetcker 85 gr
11
Lentilha Mr.Man 150g
12
Maionese Vigor 200g
13
Maria mole Dr.Oetcker 85g
14
Ovinhos de amendoim Kiuty 60g
15
Panetone Tommy 500g
16
Pêssego em calda Schramm 230g
17
Rosquinhas de côco Pullman 30g
18
Salgado Lucky 45g
19
Suco de caju Da Fruta/Serigy 500ml
20
Torrone Montevérgine 45g
21
Uva passa Mr.Man 100g
22
Wafer Bauducco 30g
23
Embalagem decorada
Valor
32,30

No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos

Posted in SOLIDARIEDADE on 27 de Outubro de 2008 by os.maias

Selecione a UF no Mapa

No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Visando dar visibilidade a esta problemática a Secretaria Especial de Direitos Humanos, desde 2002, constituiu uma rede nacional de identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos, com o objetivo de criar e articular serviços especializados de atendimento ao público e coordenar um esforço coletivo e de âmbito nacional para busca e localização dos desaparecidos. Hoje temos cadastrados no site da ReDesap 1.247 casos de crianças e adolescentes desaparecidos no país. Desde sua criação já foram solucionados 725 casos, sendo que se constatou que uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar.

O cadastramento dos casos é realizado pelas agências executoras da rede, composto por 45 entidades em todo o território nacional, sendo a grande maioria delas Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente. Além do site, parcerias realizadas com a Caixa Econômica Federal, dos Transportes e Correios ampliam os canais de divulgação permitindo a diversificação de públicos que recebem as informações.Assim a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, através da Subsecretaria de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente/ SPDCA, contando com o suporte tecnológico do Ministério da Justiça, vem promovendo a divulgação de diversos casos de crianças e adolescentes desaparecidos em todo o território nacional.

Saiba o que fazer na hora de descartar seu eletrônico usado

Posted in SOLIDARIEDADE, TECNOLOGIA on 16 de Setembro de 2008 by os.maias

Consumidor pode doar, vender ou devolver o produto para fabricantes.
G1 elaborou lista com empresas de tecnologia que recolhem itens para reciclagem.

JULIANA CARPANEZ Do G1, em São Paulo

Divulgação/Divulgação

Divulgação/Divulgação
‘Wall.E’ dá alerta para lixo produzido por sociedade extremamente consumista. (Foto: Divulgação )


O filme “Wall.E”, que estréia nesta sexta-feira (27), dá um alerta para a quantidade de lixo produzida por uma sociedade extremamente consumista — a função do simpático robô é compactar esses itens descartados e organizá-los em pilhas. Um dos fatores que pode contribuir para o aumento da quantidade de lixo é o consumo de equipamentos eletrônicos, que são substituídos de forma rápida por modelos mais atuais: agora o iPhone tem de ser 3G, o PC precisa de tela sensível ao toque, o aparelho de DVD deve rodar Blu-Ray, e por aí vai.



Para evitar que o agravamento do problema do lixo, os consumidores de eletrônicos devem dar um destino adequado a seus aparelhos obsoletos. Basicamente, quando ainda estão funcionando eles podem ser doados ou vendidos (saiba como fazer). E, no caso de não funcionarem mais, também é possível devolvê-los a alguns fabricantes para que eles façam a reciclagem adequada (saiba quais empresas de tecnologia fazem esse tipo de coleta).

Reuters

Lixão em Buenos Aires (Argentina) mostra eletrônicos descartados. (Foto: Reuters)

Retorno

No Brasil, o produto mais fácil de ser devolvido é o telefone celular: além das fabricantes, muitas operadoras recolhem os aparelhos. De acordo com a Nokia, 80% dos itens de um aparelho celular podem ser reciclados. Em seu site, a empresa explica para onde vão esses produtos reaproveitados: baterias, aço inoxidável, auto-falantes (os produtos das baterias), jóias, eletrônicos, aplicações médicas (os componentes), cones de plástico, cercas plásticas e pára-choques (as capas dos aparelhos).

Ao contrário do que acontece com os telefones, não é tão fácil devolver tocadores digitais ou computadores. A Apple, responsável pelo popular iPod, não tem qualquer iniciativa nesse sentido no país. E, entre os três fabricantes de computadores que mais vendem por aqui, apenas a Dell apóia um programa de coleta.

Para Gleverton De Munno, gerente sênior de assuntos corporativos da Dell Brasil, a prática de reciclagem de celulares é mais comum por conta da grande quantidade de telefones vendidos no país. E, apesar de a prática ainda não ser popular entre as fabricantes de PC, o executivo diz que a preocupação ambiental pode ser decisiva no processo de venda. “O consumidor doméstico ainda prioriza o preço. Mas se houver empate entre valor e qualidade de uma máquina, a vitória fica com a empresa verde”, acredita.

A ONG Greenpeace criou em 2006 um ranking dos fabricantes de eletrônicos que considera, entre outros itens, a atuação das empresas quando os consumidores não querem mais seus produtos. Para ter uma boa nota nessa classificação, que teve sua última edição divulgada nesta quarta-feira (25), a companhia precisa recolher e reciclar seus próprios eletrônicos, quando eles se tornam obsoletos. Veja quais são as empresas de tecnologia mais verdes, segundo o Greenpeace.

Reprodução

Imagem mostra o posicionamento das empresas; Sony e Sony Ericsson são as mais ‘verdes’. (Foto: Reprodução)


SAIBA O QUE FAZER PARA DESCARTAR O LIXO ELETRÔNICO

Mesmo que as funções de seu telefone celular sejam limitadas, é possível que ele atenda perfeitamente às necessidades de algum amigo, parente, colega de trabalho ou até mesmo desconhecido (no caso da venda). Segundo especialistas envolvidos com questões ambientais, uma saída para reduzir o problema do lixo eletrônico é prolongar ao máximo a vida útil dos aparelhos, passando-os para frente. Se eles estiverem funcionando, certamente alguém poderá usá-los.

No caso das doações, você pode ter de fazer uma pesquisa para descobrir quem gostaria de receber o produto que você não quer mais. Vale boca a boca (no caso de repassar um tocador digital, por exemplo) e também buscas na internet (se você quiser doar itens mais robustos, como um computador ou impressora).

Se a idéia for vender, uma boa opção é anunciar em sites de comércio eletrônico como o Mercado Livre. Ao negociar, tome os devidos cuidados, seguindo sempre as dicas de segurança anunciadas nessas páginas.

Muitos fabricantes de eletrônicos ou operadoras de telefonia móvel recolhem os eletrônicos já usados, quando os consumidores não os querem mais — o fato de a empresa pensar nisso pode ser, inclusive, um diferencial na hora de escolher as marcas.

Claro
A empresa recolhe em 140 lojas telefones celulares, baterias e acessórios de qualquer fabricante. Até o segundo semestre, diz a companhia, todos os pontos de venda no país terão uma urna coletora, incluindo mais de 3,3 mil de seus agentes autorizados. Segundo a Claro, todo o fluxo de reciclagem realizado pela GM&C é monitorado, desde o recolhimento dos eletrônicos até a destinação final.

Dell
Entre os três principais fabricantes de computador no país, essa é a única que apóia uma política de coleta de computadores usados. “Temos a estratégia global de nos tornarmos a empresa de tecnologia mais verde do mundo, e o programa de reciclagem faz parte dessa meta”, explica Gleverton De Munno, gerente sênior de assuntos corporativos. Economia no consumo de eletricidade e diminuição na emissão de carbono também estão entre as iniciativas.

Por enquanto, os clientes da Dell que querem doar computadores (dessa ou de qualquer outra marca) são direcionados à Fundação Pensamento Digital, que tem a fabricante como parceira. A partir do segundo semestre, afirmou De Munno ao G1, a empresa disponibilizará um sistema de coleta que vai até a casa do consumidor para retirar a máquina usada.

HP
Disponibiliza campanhas sazonais chamadas Trade-in (veja disponibilidade aqui), realizadas em grandes lojas de varejo. Com ela, equipamentos usados de qualquer marca ou modelo podem ser revertidos em descontos na compra de impressoras, multifuncionais e scanners da HP. O abatimento no preço chega a R$ 300.

A empresa também tem uma política de recolhimento de cartuchos para clientes corporativos. Quando reciclados, diz a HP, eles podem ser utilizados na produção de peças automotivas, bandejas para microprocessadores e telhas de cobertura.

Motorola
Os clientes dessa empresa podem devolver seus aparelhos e baterias em assistências técnicas autorizadas. Entre os motivos para a reciclagem divulgados pela empresa estão: evita a extração de metais e elementos químicos, somente nos Estados Unidos cerca de 100 milhões de celulares entram em desuso anualmente e a cada segundo cerca de 23 celulares são fabricados ao redor do mundo.

Nokia
Os usuários de telefones dessa fabricante podem entregar seus telefones, baterias e acessórios para as assistências técnicas listadas aqui. Na seção de reciclagem de seu site, a empresa afirma que 80% de um telefone celular pode ser reciclado.

Sony Ericsson
Empresa de tecnologia mais verde, segundo o ranking do Greenpeace, a Sony Ericsson recolhe telefones celulares em grandes magazines ou assistências técnicas autorizadas. Para saber quais os endereços, o consumidor pode solicitar essa informação on-line ou ligar para (011) 4001-0444.

TIM
Em todo o país, as lojas e revendas exclusivas da operadora recolhem aparelhos celulares, baterias e acessórios, que recebem destinação “de acordo com as normas ambientais”. Alguns Estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná) têm também o programa Papa-Pilhas, que deve ser expandido para o resto do Brasil até o final do ano. Desenvolvido em parceria com o Banco Real, ele é mais abrangente: aceita também pilhas, telefones sem fio e laptops, além dos outros itens já citados.

Vivo
A operadora tem 3,4 mil pontos de venda e revenda que aceitam celulares, acessórios e baterias. Os itens recolhidos são encaminhados para um descarte apropriado e, segundo a empresa, o recurso obtido com esses eletrônicos vai para o Instituto Vivo. A Belmont Trading, empresa responsável pela coleta, triagem e descarte, afirma que 80% dos aparelhos são reciclados e 20% são revendidos em outros países.