Archive for the MUSICA Category

HINO NACIONAL DE PORTUGAL

Posted in MUSICA on 20 de Novembro de 2008 by os.maias

HINO NACIONAL DE PORTUGAL
Música – Alfredo Keil Copyright: Fernando de Brito Vintém
Letra – Henrique Lopes de Mendonça

Heróis do mar, nobre Povo,
Nação valente, imortal
Levantai hoje de novo
O esplendor de Portugal!
Entre as brumas da memória,
Ó Pátria, sente-se a voz
Dos teus egrégios avós,
Que há-de guiar-te à vitória!

Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!

Desfralda a invicta Bandeira,
À luz viva do teu céu!
Brade a Europa à terra inteira:
Portugal não pereceu
Beija o solo teu jucundo
O Oceano, a rugir d’amor,
E o teu braço vencedor
Deu mundos novos ao Mundo!

Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!

Saudai o Sol que desponta
Sobre um ridente porvir;
Seja o eco de uma afronta
O sinal de ressurgir.
Raios dessa aurora forte
São como beijos de mãe,
Que nos guardam, nos sustêm,
Contra as injúrias da sorte.

Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!

Hino nacional de Portugal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A Portuguesa, que hoje é um dos símbolos nacionais de Portugal (o seu hino nacional), nasceu como uma canção de cariz patriótico em resposta ao ultimato britânico para que as tropas portuguesas abandonassem as suas posições em África, no denominado “Mapa cor-de-rosa“.

Em Portugal, a reacção popular contra os ingleses e contra o governo português, que permitiu esse género de humilhação, manifestou-se de várias formas. “A Portuguesa” foi composta em 1890, com letra de Henrique Lopes de Mendonça e música de Alfredo Keil, e foi utilizada desde cedo como símbolo patriótico mas também republicano. Aliás, em 31 de Janeiro de 1891, numa tentativa falhada de golpe de Estado que pretendia implantar a república em Portugal, esta canção já aparecia como a opção dos republicanos para hino nacional, o que aconteceu, efectivamente, quando, após a instauração da República a 5 de Outubro de 1910, a Assembleia Nacional Constituinte a consagrou como símbolo nacional em 19 de Junho de 1911 (na mesma data foi também adoptada a bandeira nacional).

A Portuguesa, proibida pelo regime monárquico, que originalmente tinha uma letra um tanto ou quanto diferente (mesmo a música foi sofrendo algumas alterações) — onde hoje se diz “contra os canhões“, dizia-se “contra os bretões“, ou seja, os ingleses — veio substituir o Hymno da Carta, então o hino da monarquia.

Em 1956, existiam no entanto várias versões do hino, não só na linha melódica, mas também nas instrumentações, especialmente para banda, pelo que o governo nomeou uma comissão encarregada de estudar uma versão oficial de A Portuguesa. Essa comissão elaborou uma proposta que seria aprovada em Conselho de Ministros a 16 de Julho de 1957, mantendo-se o hino inalterado deste então.

Nota-se na música uma influência clara do hino nacional francês, La Marseillaise, também ele um símbolo revolucionário (ver revolução francesa).

O hino é composto por três partes, cada uma delas com duas quadras (estrofes de quatro versos), seguidas do refrão, uma quintilha (estrofe de cinco versos). É de salientar que, das três partes do hino, apenas a primeira parte é usada em cerimónias oficiais, sendo as outras duas partes praticamente desconhecidas.

A Portuguesa é executada oficialmente em cerimónias nacionais, civis e militares, onde é prestada homenagem à Pátria, à Bandeira Nacional ou ao Presidente da República. Do mesmo modo, em cerimónias oficiais no território português por recepção de chefes de Estado estrangeiros, a sua execução é obrigatória depois de ouvido o hino do país representado.

A Portuguesa foi designada como um dos símbolos nacionais de Portugal na constituição de 1976, constando no artigo 11.°, n.º 2, da Constituição da República Portuguesa (Símbolos nacionais e língua oficial):

2. O Hino Nacional é A Portuguesa.

A Portuguesa

Data: 1890 (com alterações de 1957)
Letra: Henrique Lopes de Mendonça
Música: Alfredo Keil

I
Heróis do mar, nobre povo,
Nação valente, imortal,
Levantai hoje de novo
O esplendor de Portugal!
Entre as brumas da memória,
Ó Pátria sente-se a voz
Dos teus egrégios avós,
Que há-de guiar-te à vitória!

Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!

II
Desfralda a invicta Bandeira,
À luz viva do teu céu!
Brade a Europa à terra inteira:
Portugal não pereceu
Beija o solo teu jucundo
O oceano, a rugir d’amor,
E o teu braço vencedor
Deu mundos novos ao Mundo!

Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!

III
Saudai o Sol que desponta
Sobre um ridente porvir;
Seja o eco de uma afronta
O sinal do ressurgir.
Raios dessa aurora forte
São como beijos de mãe,
Que nos guardam, nos sustêm,
Contra as injúrias da sorte.

Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Ás armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!

Data: 1890 (versão original)[1]
Letra: Henrique Lopes de Mendonça
Música: Alfredo Keil

I
Herois do mar, nobre povo,
Nação valente, imortal,
Levantai hoje de novo
O esplendor de Portugal!
Entre as brumas da memoria,
Oh patria sente-se a voz
Dos teus egrégios avós,
Que há-de guiar-te à vitória!

Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela patria lutar!
Contra os Bretões marchar, marchar!

II
Desfralda a invicta bandeira,
À luz viva do teu céo!
Brade a Europa á terra inteira:
Portugal não pereceu!
Beija o teu sólo jucundo
O Oceano, a rugir de amor;
E o teu braço vencedor
Deu mundos novos ao mundo!

Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela patria lutar!
Contra os Bretões marchar!

III
Saudai o sol que desponta
Sobre um ridente porvir;
Seja o eco de uma afronta
O sinal do resurgir.
Raios dessa aurora forte
São como beijos de mãe,
Que nos guardam, nos sustêm,
Contra as injurias da sorte.

Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela patria lutar!
Contra os Bretões marchar!!

Hino (clic para ouvir em Real Audio)
Hino (clic para ouvir em Midi)

Maestro João Carlos Martins vai ter de operar mão pela 8ª vez

Posted in MUSICA on 17 de Novembro de 2008 by os.maias

Ricardo Feltrin
Colunista do UOL

O pianista e maestro João Carlos Martins, 68, terá de operar a mão pela oitava vez. O objetivo dos médicos do hospital Sírio Libanês, no próximo dia 23 de dezembro, será tentar alongar o tendão da mão direita, para permitir algum movimento.

  • Eduardo Knapp - 10.jan.2008/Folha Imagem

    O pianista João Carlos Martins

A vida do músico vem sendo pontuada por cirurgias. Foram 18 no total, após acidentes e agressões sofridas, que levaram à quase paralisação total e deformação das duas mãos.

Nos anos 70, Martins foi obrigado a encerrar uma até então brilhante carreira de pianista especializado em Bach (1685-1750). Tornou-se maestro na última década, à frente das orquestras Bachiana e Bachianinha.

Não pode segurar a batuta, portanto rege com os dedos torcidos. Também não pode virar as páginas das partituras, por isso tem de memorizar todas as obras – muitas com até três horas de duração. Esse é um argumento que impede que ele seja chamado para regência permanente em sinfônicas públicas, por exemplo. O repertório de uma sinfônica é vasto e extenuante demais para a memorização.

Martins criou a fundação Bachiana, que luta pela preservação da Amazônia, leva e ensina música à periferia e mantém parcerias com outras entidades sociais, como a Fundação Casa, entre outras.

  1. Molheira Eterna Profissional Chef AllanMolheira Eterna Profissional Chef Allan R$90,00

Itaú nega patrocínio a shows de Roberto Carlos e Caetano Veloso

Posted in MUSICA on 14 de Novembro de 2008 by os.maias

O banco Itaú comunicou aos empresários de Roberto Carlos e de Caetano Veloso que não vai patrocinar os shows de fim de ano da dupla. A informação é da coluna Mônica Bergamo na Folha desta sexta-feira.

A íntegra da coluna Mônica Bergamo está disponível para assinantes do UOL e do jornal.

25.ago.08/Folha Imagem
Itaú negou patrocinio a novos shows de Caetano Veloso e Roberto Carlos; segundo banco, decisão não teria nada a ver com a crise
Itaú negou patrocínio a novos shows de Caetano Veloso e Roberto Carlos; segundo banco, decisão não teria nada a ver com a crise

De acordo com a coluna, o banco afirma que “gostou muito” de realizar o encontro dos dois cantores neste ano –em homenagem aos 50 anos da bossa nova–, mas que novos eventos não estavam previstos. “Ou seja, a decisão não teria nada a ver com a turbulência econômica”, diz a coluna.

No mês passado, a coluna Mônica Bergamo informou que Roberto e Caetano planejavam para dezembro uma nova temporada de apresentações a preços mais baratos do que os dos shows realizados em agosto.

A coluna ainda informou, na época, que a dupla planejava mudar o repertório das apresentações. Além de Tom Jobim, eles tocariam homenagens mútuas. Roberto, por exemplo, cantaria “Debaixo dos Caracóis dos Seus Cabelos”, música que compôs para Caetano –que, por sua vez, responderia com “Força Estranha”, composta por ele para Roberto.

  1. Molheira Eterna Profissional Chef AllanMolheira Eterna Profissional Chef Allan R$90,00

Homônimo do ministro

Posted in MUSICA on 14 de Novembro de 2008 by os.maias

por Tutty Vasques,

O cantor Lobão não sabe onde foi que errou para merecer a Cruz do Mérito do Empreendedor Juscelino Kubitscheck.

Vai ver o engano foi de Lobão!

  1. Molheira Eterna Profissional Chef AllanMolheira Eterna Profissional Chef Allan R$90,00

Ivan Lins é internado no Rio com fortes dores na coluna

Posted in MUSICA on 30 de Outubro de 2008 by os.maias

Cantor permanecerá em hospital por até 3 dias para fazer exames.
Shows no Teatro Sesc Ginástico foram remarcados.

Do G1, no Rio

O cantor e compositor Ivan Lins foi internado nesta quarta (29): apresentações foram remarcadas (Foto: TV Globo/João Miguel Júnior)

O cantor e compositor Ivan Lins deu entrada às 11h desta quarta-feira (29) no Hospital Samaritano, em Botafogo, Zona Sul do Rio, com uma lombalgia aguda. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, ele deverá permanecer internado de dois a três dias para fazer exames e descobrir as causas da dor na região lombar.

Ainda segundo o hospital, o estado de saúde do cantor é bom e ele está sendo atendido pelo ortopedista Alcino Afonseca.

Por conta de seus problemas de saúde, os shows que Ivan Lins realizaria no Teatro Sesc Ginástico, no Centro do Rio, foram remarcados. O da última terça (28) foi transferido para 27 de novembro. Já a apresentação que havia sido agendada para esta quarta (29) será realizada em 3 de dezembro.

Segundo o teatro, os ingressos já comprados são válidos para os shows remarcados. Já quem optar pela devolução do dinheiro pode comparecer à bilheteria do teatro, na Avenida Graça Aranha 187.

Guy Ritchie rechaza los 24 millones de euros que le ofrece Madonna por el divorcio

Posted in MUSICA on 29 de Outubro de 2008 by os.maias



Guy Ritchie rechaza los 24 millones de euros que le ofrece Madonna por el divorcio

Actualizado Miércoles, 29-10-08 a las 09:13
Aunque en el comunicado en el que anunciaron su divorcio parecía que éste iba a ser de manera amigable, finalmente Madonna y Guy Ritchie se van a convertir en protagonistas de uno de las separaciones más difíciles del Reino Unido. Ambos han contratado a dos de las más prestigiosas y caras abogadas británicas, especializadas en divorcios, para intentar lograr la mejor parte de este proceso.
Nada tienen que enviadiar Madonna y Ritchie a Paul McCartney y Heather Mills, en cuanto a separaciones escandalosas se refiere.
Mientras los medios continúan aireando trapos sucios de la vida privada de ambos, los protagonistas de la historia enviaron a sus abogadas a ‘luchar’ en los juzgados en donde, según informó la revista ‘Hello’, la representante del director de cine ha rechazado los más de 24 millones de euros que la cantante le ofrecía como indemnización por la separación.
Parece que la intérprete de ‘Hard Candy’ no ha hecho mucho caso a su rabino, con el que lleva a cabo un curso de orientación matrimonial, ya que, según una información del ‘Daily Mail’ recogida por otr/press, el guía espiritual le pidió a la cantante que “llegara a un acuerdo con su marido fuera de los tribunales” y así evitar que la relación entre ambos fuera a peor y para no dañar la imagen de la Cabala en el mundo. Pero, según un amigo de la artista la situación de la pareja es insostenible y Madonna y Guy ni siquiera se hablan, a pesar de que el rabino intenta que Madonna busque maneras de solucionar esta situación.
Sin embargo la ‘Reina del pop’ no quiere ni oir hablar de una posible reconciliación, o de ceder ante su ex marido en el divorcio.
Y mientras no llegan a un acuerdo, la cantante ha decidido que quiere borrar del mapa a Ritchie enterrando todos los regalos y fotografías que le hizo su marido, en lo que los amigos de ella han definido como un funeral simbólico para la relación.
La estrella, con el afán de olvidarse definitivamente del que fue su pareja durante diez año, recurriría a este original acto. “Ella cree que así puede seguir adelante y cerrar esa parte de su vida”, aseguró una fuente al británico. Al parecer, esta separación escandalosa ha sumido a Madonna en una fuerte de depresión y muchas publicaciones aseguran que “está hecha un completo desastre”.

Videoclip de ‘Don’t bother’ de Shakira: Aguirre ha sido recibida en el Congreso del PP de Madrid a ritmo de esta canción

Posted in MUSICA, Shakira on 2 de Outubro de 2008 by os.maias