Archive for the GRIPE SUINA gripe A (H1N1) FLU Category

Cruz Vermelha alerta países pobres para uma possível segunda onda da gripe suína

Posted in GRIPE SUINA gripe A (H1N1) FLU, NOTICIAS on 4 de Setembro de 2009 by os.maias

Plantão | Publicada em 04/09/2009 às 16h12m

Agência Brasil

    if (qtdrec != ”) { //var mediarec = (parseInt(notasrec)/parseInt(qtdrec)) media_estrelas_recomendar(qtdrec, notasrec); } else { media_estrelas_recomendar(1,0); }

BRASÍLIA – A Cruz Vermelha Internacional alertou nesta sexta-feira que países mais pobres devem se preparar para a possibilidade de uma segunda onda de influenza A (H1N1) – gripe suína.

– A história nos ensina que os vírus circulam pelo planeta mais do que uma vez – disse o vice-presidente do órgão, Robert Kaufman.

– Não sabemos se vai haver uma segunda onda do vírus ou se ela vai ou não ser mais severa. Mas devemos nos preparar – acrescentou Kaufman.

A Cruz Vermelha lançou uma campanha publicitária sobre medidas a serem adotadas para conter a propagação da doença em países mais pobres e com acesso reduzido à vacina.

O último balanço divulgado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) mostra que 2.837 pessoas já morreram em todo o mundo por conta da gripe suína – 652 a mais em relação aos números divulgados há uma semana.

Todo o conteúdo desse blog é originalmente do Blog do Planalto e está licenciado sob a CC-by-sa-2.5:
CLONE BLOG DO PLANALTO

Gripe A H1N1

Fale com o Ministério

disque saúde 0800 61 1997
Ministério da Saúde – Esplanada dos Ministérios – Bloco G – Brasilia / DF
CEP: 70058-900

Gripe suína: Paraná chega a 209 vítimas fatais

Posted in GRIPE SUINA gripe A (H1N1) FLU, NOTICIAS on 4 de Setembro de 2009 by os.maias

Plantão | Publicada em 04/09/2009 às 16h43m

CBN

    if (qtdrec != ”) { //var mediarec = (parseInt(notasrec)/parseInt(qtdrec)) media_estrelas_recomendar(qtdrec, notasrec); } else { media_estrelas_recomendar(1,0); }

SÃO PAULO – A secretaria estadual de Saúde do Paraná informou a morte de mais sete pessoas por gripe suína nesta sexta-feira. Com mais essas vítimas fatais, o estado totaliza 209 mortes. Segundo a secretaria, a média de mortes semanal vem diminuindo. Nesta semana, foram dez óbitos. O Paraná chegou a registrar a morte de 20 pessoas por gripe suína em apenas dois dias. Até agora, foram confirmados 6.511 casos de gripe suína, entre elas 337 mulheres grávidas. A região de Curitiba lidera o total de vítimas fatais.

Todo o conteúdo desse blog é originalmente do Blog do Planalto e está licenciado sob a CC-by-sa-2.5:
CLONE BLOG DO PLANALTO

Gripe A H1N1

Fale com o Ministério

disque saúde 0800 61 1997
Ministério da Saúde – Esplanada dos Ministérios – Bloco G – Brasilia / DF
CEP: 70058-900

Saúde pede nova CPMF, mas até agora só investiu 4% do previsto para o ano

Posted in CPMF-CSS, DINHEIRO, GRIPE SUINA gripe A (H1N1) FLU, IMPOSTOMETRO, Luiz Inácio Lula da Silva, NOTICIAS, POLITICA, SAÚDE on 4 de Setembro de 2009 by os.maias

Luta pela CSS

Nova CPMF: Saúde quer verba, mas pouco investe

Publicada em 04/09/2009 às 00h01m

Cristiane Jungblut e Chico de Gois

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão. Sua pasta investiu apenas 4,29% do previsto até agora - Roberto Stuckert Filho

BRASÍLIA – Apesar dos apelos do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, pela volta da CPMF com a criação da Contribuição Social da Saúde (CSS), a execução orçamentária da pasta, segundo dados do último dia 31, mostra que apenas 4,29% dos investimentos previstos foram feitos até agora. Dos R$ 3,7 bilhões autorizados para investimentos da Saúde este ano, foram empenhados apenas R$ 387,7 milhões (10,47%), com pagamento de R$ 158,7 milhões (4,29%). E a Saúde gastou efetivamente este ano 56,92% do seu orçamento de custeio, fixado em R$ 59,77 bilhões – neste caso, gasto equilibrado, já que faltam quatro meses para o fim do ano.

Em reunião com o conselho político, o presidente Lula deixou claro nesta quinta-feira que não está disposto a brigar por um tema espinhoso em ano eleitoral, mas sugeriu que sejam mobilizados prefeitos e governadores para pressionarem suas bancadas a aprovar a nova contribuição . ( Áudio: Múcio pede mobilização. Alvaro Dias e Demóstenes criticam )

Temporão voltou a argumentar que faltam recursos para o setor, principalmente para enfrentar a pandemia de gripe H1N1, e que a CSS, com alíquota de 0,1%, traria mais R$ 10 bilhões à saúde.

Mesmo com a crise internacional, a Saúde teve a aprovação de um crédito suplementar este ano de R$ 252,4 milhões, fazendo o orçamento efetivo subir do inicial de R$ 59,5 bilhões para R$ 59,77 bilhões. Desse total, foram empenhados (para futuro pagamento) R$ 37,46 bilhões, tendo sido efetivamente pagos R$ 34 bilhões.

Em relação aos gastos com o custeio da máquina, onde entra a compra de medicamentos, por exemplo, a execução também está em 59,63%: de um total de R$ 44,8 bilhões para despesas correntes (sem contar pessoal e juros), foram empenhados R$ 29,9 bilhões e pagos R$ 26,7 bilhões.

Secretária admite problemas de gestão

Temos problemas sérios de gestão, mas só isso não resolve a deficiência crônica de financiamento


A secretária-executiva do Ministério da Saúde, Márcia Bassit, disse que, em relação à baixa execução dos investimentos, os recursos à disposição, na prática, são bem menores, pois essa verba é composta na sua maior parte por emendas parlamentares – que estão com a liberação parada. Segundo ela, são cerca de R$ 2 bilhões em emendas para investimentos, sendo que R$ 1,2 bilhão é referente a emendas de bancada, cuja liberação foi suspensa. Assim, a pasta teria à disposição cerca de R$ 1,3 bilhão dos R$ 3,7 bilhões apontados no Siafi.

Ela considerou uma falácia afirmar que apenas com gestão a Saúde resolveria seus problemas de falta de dinheiro.

– Temos problemas sérios de gestão, mas só isso não resolve a deficiência crônica de financiamento. Temos R$ 2 bilhões de emendas parlamentares apresentadas e quase 100% são para investimentos. Além do problema das emendas, temos tido problemas no instrumento convenial – disse Márcia Bassit, referindo-se a convênio com estados e municípios.

Mesmo considerando o R$ 1,3 bilhão que a secretária calcula, o desempenho da pasta ainda seria fraco: 29,8% dos recursos empenhados e menos da metade disso efetivamente pagos.

A CSS é o grande nó na votação do projeto de regulamentação da emenda 29, promulgada há nove anos e que tem de ser votada este mês na Câmara. O texto base já foi aprovado, mas um destaque do DEM que retira do texto a possibilidade de criação do novo imposto emperra a conclusão da votação desde o ano passado. Se derrubado o destaque, ainda há chance de a CSS ser criada, já que o projeto seguirá para nova votação no Senado.

Com o novo imposto, que, a exemplo da CPMF, também seria uma alíquota cobrada sobre a movimentação financeira, o governo teria cerca de R$ 12 bilhões a mais por ano para investir em saúde. O Ministério da Saúde argumenta que poderá então aumentar o valor pago por procedimentos do SUS, ampliar equipes de saúde da família e ampliar o número de UPAs e Samus.

Todo o conteúdo desse blog é originalmente do Blog do Planalto e está licenciado sob a CC-by-sa-2.5:
CLONE BLOG DO PLANALTO

Gripe A H1N1

Fale com o Ministério

disque saúde 0800 61 1997
Ministério da Saúde – Esplanada dos Ministérios – Bloco G – Brasilia / DF
CEP: 70058-900

Sobrevivente da gripe suína

Posted in GRIPE SUINA gripe A (H1N1) FLU, NOTICIAS on 4 de Setembro de 2009 by os.maias

04.09.09 às 01h14 > Atualizado em 04.09.09 às 01h16

Mulher recebe alta após 31 dias em CTI, 17 dos quais em coma. Grávida ao ser internada, ela deu à luz gêmeos

POR FLÁVIA SALME, RIO DE JANEIRO

Rio – Após 31 dias internada no CTI do Hospital Miguel Couto com gripe suína, a manicure Míriam da Silva Santos, 24 anos, recebeu alta há uma semana e diz ter renascido “por milagre”. Grávida de 7 meses ao ser internada, dia 27 de julho, ela sobreviveu a pneumonia dupla, infecção e 17 dias em coma. E ainda deu à luz, em cesariana de emergência, os gêmeos Marcus Vinícius e Vitor Hugo, que nasceram com 800 gramas e se recuperam na UTI Neonatal do Hospital Pedro Ernesto.

Foto: Paulo Alvadia / Agência O DIA
Com Sofia, a filha mais velha, Míriam aguarda feliz a alta dos gêmeos

“A partir de agora, vou comemorar dois aniversários: no dia em que nasci e quando saí do CTI”, conta Míriam, emocionada. Como O DIA mostrou em 28 de julho, Míriam precisou que o soldado PM Alexandre Arruda usasse de sua autoridade como policial para que ela fosse internada. Nos dias anteriores, ela já havia procurado o Hospital Rocha Maia, em Botafogo, e o próprio Miguel Couto, mas recebera orientação de voltar para casa, embora estivesse com febre alta, falta de ar e dores pelo corpo. E também apesar de haver orientação do Estado de que grávidas fossem internadas mesmo antes da confirmação do diagnóstico, por serem grupo de risco para complicações causadas pela gripe suína.

Das 64 vítimas fatais da nova gripe no Rio, 11 eram gestantes. No boletim de ontem divulgado pelo Estado, está o óbito de gestante de 25 anos, de Caxias, morta dia 1º de agosto.

Em julho, Míriam morava com o marido, Carlos Leonardo, e a primeira filha, Sofia, 2, no Morro da Babilônia, no Leme. A manicure agora está na casa dos avós, em Belford Roxo, onde vai ficar definitivamente com as crianças.

“Aqui poderemos ajudá-la com os bebês. Ela ainda está frágil, sente dor, e precisa se recuperar das cirurgias que foram feitas. Vamos dar todo o suporte”, conta o avô Valdir Tertuliano da Silva, 78, que a criou junto com a mulher, Maria José, 77. Míriam ficou órfã ainda criança.

Mãe poderá amamentar

A fase boa após o pesadelo trouxe ainda outras alegrias para a sobrevivente. “Descobri que poderei amamentar. Estive com os gêmeos e fizemos os primeiros ensaios, foi um momento mágico!”, comemora. Após a cesariana, Míriam entrou em coma. Somente 17 dias depois, ao acordar, descobriu que os bebês tinham nascido e que eram gêmeos. “Foi um susto quando descobri. Não tinha feito pré-natal, nem sabia que já estava com 7 meses de gravidez, e de gêmeos” diz.

MAIS H1NI

MORTES NO RIO
O estado confirmou ontem mais 4 mortes por gripe suína — duas mulheres, outra grávida e um bebê. As mortes ocorreram entre 11 de julho e 6 de agosto. Ao todo, são 64 óbitos no estado.

TAMIFLU NA FARMÁCIA
Farmácias terão Tamiflu a partir de 2010, segundo o Ministério da Saúde. Por enquanto, o estoque está centralizado no governo.

PARADA GAY
A festa, que seria realizada em outubro, ocorrerá dia 1º de novembro. Nota do grupo Arco Íris diz que “fontes governamentais” alertaram sobre o risco de pico da doença em setembro e outubro, o que foi negado pelo estado.

BOMBEIRO SUSPEITO
O estado abriu sindicância para apurar denúncia de que doses de Tamiflu estariam trancadas no Corpo de Bombeiros do Humaitá. Na última semana, a mãe de uma menina com suspeita da doença teve que esperar a porta ser arrombada para retirar o remédio, como mostrou o Informe do Dia.

Todo o conteúdo desse blog é originalmente do Blog do Planalto e está licenciado sob a CC-by-sa-2.5:
CLONE BLOG DO PLANALTO

Gripe A H1N1

Fale com o Ministério

disque saúde 0800 61 1997
Ministério da Saúde – Esplanada dos Ministérios – Bloco G – Brasilia / DF
CEP: 70058-900

Relenza

Posted in GRIPE SUINA gripe A (H1N1) FLU on 4 de Setembro de 2009 by os.maias

Aqui você encontra a bula do remédio Relenza. Todas as informações sobre o remédio Relenza têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento com o remédio Relenza. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com o remédio Relenza devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Laboratório de Relenza

Gsk

Apresentação de Relenza

Pó para inalação oral, acondicionado em rotadisks c/ 4 doses cada. 5 rotadisks c/ 4 doses cada, c/ diskhaler Cada dose contém: Zanamivir 5mg Lactose 20mg

Informações sobre Relenza

O zanamivir é um inibidor potente e altamente seletivo da neuraminidase, enzima de superfície do vírus influenza. A neuraminidase viral contribui para que as partículas virais replicadas sejam liberadas das células infectadas, e facilitem o acesso do vírus através do muco para as superfícies das células epiteliais, infectando outras células em seguida. A inibição desta enzima atua contra a replicação viral do influenza A e B (tanto in vitro como in vivo), e inclui todos os subtipos de neuraminidases dos vírus influenza A. A atividade do zanamivir é extracelular, reduzindo a propagação dos vírus influenza A e B e inibindo a liberação dos vírions infecciosos do influenza das células epiteliais do trato respiratório. A replicação viral do influenza está limitada ao epitélio superficial do trato respiratório. A eficácia da administração tópica de zanamivir neste local foi confirmada em estudos clínicos. Dados de ensaios clínicos demonstraram que o tratamento de infecções agudas pelo influenza com zanamivir reduz a replicação do vírus no trato respiratório, quando comparado ao placebo, sem detecção de vírus com suscetibilidade reduzida ao zanamivir.

Indicações de Relenza

Relenza está indicado na profilaxia e no tratamento da gripe causada por influenza A e influenza B em adultos e adolescentes (>= 12 anos).

Contra-indicações de Relenza

Relenza está contra-indicado a pacientes que apresentem hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula.

Reações adversas de Relenza

Relenza é bem tolerado pela via inalatória oral de administração. Nos estudos clínicos, os eventos adversos relatados referentes ao Relenza foram similares ao placebo. Os seguintes eventos foram raramente identificados com uso de zanamivir (Relenza) para tratamento de gripe: reação alérgica típica, incluindo edema orofaringeano, broncoespasmo, dispnéia, exantema.

Posologia de Relenza

Relenza deve ser administrado ao trato respiratório somente por inalação oral, através do aparelho (Diskhaler) fornecido. Tratamento da gripe: A dose de Relenza recomendada é de duas inalações (2 x 5mg) duas vezes ao dia durante 5 dias (20mg/dia). Para um benefício máximo, o tratamento deve ser iniciado o mais cedo possível, preferencialmente dentro de dois dias após o início dos sintomas. Profilaxia: A dose de Relenza recomendada é de duas inalações (2 x 5mg) uma vez ao dia durante 10 dias (10mg/dia), que pode ser aumentado até 1 mês caso o período de exposição exceda 10 dias. Insuficiência renal ou hepática: Não é necessária nenhuma modificação posológica. (Ver Propriedades farmacocinéticas). Pacientes idosos e pediátricos Não é necessária nenhuma modificação posológica. (Ver Propriedades farmacocinéticas)

Todo o conteúdo desse blog é originalmente do Blog do Planalto e está licenciado sob a CC-by-sa-2.5:
CLONE BLOG DO PLANALTO

Gripe A H1N1

Fale com o Ministério

disque saúde 0800 61 1997
Ministério da Saúde – Esplanada dos Ministérios – Bloco G – Brasilia / DF
CEP: 70058-900

Relenza por via intravenosa é aplicado em paciente de risco com gripe suína

Posted in GRIPE SUINA gripe A (H1N1) FLU on 4 de Setembro de 2009 by os.maias

PARIS — Uma jovem de 22 anos que apresentava problemas imunológicos devido a um tratamento de quimioterapia sobreviveu à gripe suína após receber o antiviral Relenza por via intravenosa, revelou nesta quinta-feira a revista médica britânica The Lancet.

A jovem, que era tratada com quimioterapia para enfrentar a doença de Hodgkin, uma forma de câncer, deu entrada no dia 8 de julho passado na unidade de cuidados intensivos do hospital University College, em Londres, com gripe suína.

A paciente sofria de insuficiência respiratória crescente, com líquido nos pulmões, e não respondia ao tratamento antiviral com Tamiflu ou aos antibióticos de amplo espectro.

Seu estado se deteriorou progressivamente após três dias de internação, e o Tamiflu foi substituído pelo Relenza por via oral, mas o quadro não melhorou.

No 16º dia de internação, quando o estado da jovem era crítico, os médicos decidiram administrar o Relenza (do laboratório GlaxoSmithKline) por via intravenosa, com a devida autorização do hospital e dos familiares da paciente.

Também iniciaram um tratamento com corticóides para tratar a inflamação nos pulmões.

O estado da paciente melhorou em 48 horas, com queda da carga viral, e a jovem se recuperou sem sequelas.

“Apesar de ser um caso único, no qual a relação causa-efeito não pôde ser confirmada, a melhora do estado clínico após a administração intravenosa do Relenza incita a investigações mais profundas…”, destacaram os médicos.

Todo o conteúdo desse blog é originalmente do Blog do Planalto e está licenciado sob a CC-by-sa-2.5:
CLONE BLOG DO PLANALTO

Gripe A H1N1

Fale com o Ministério

disque saúde 0800 61 1997
Ministério da Saúde – Esplanada dos Ministérios – Bloco G – Brasilia / DF
CEP: 70058-900

Gripe suína avança em universidades americanas

Posted in GRIPE SUINA gripe A (H1N1) FLU on 4 de Setembro de 2009 by os.maias

WASHINGTON, EUA — A gripe suína começou a se espalhar pelas universidades dos Estados Unidos, uma semana após a volta às aulas, com o registro de mais de 1.600 casos, mas apenas uma internação, segundo a American College Health Association.

Entre as 165 universidades analisadas, com mais de dois milhões de estudantes, foram identificados 1.640 casos. Em todo o país há mais de 18 milhões de estudantes universitários.

“Isto representa um grande número de casos apenas na primeira semana, e não me surpreenderia ver uma aceleração do número de casos”, disse à AFP James Turner, presidente da American College Health Association.

A única internação mostra que a virulência da gripe entre os estudantes, em geral saudáveis, parece modesta.

Todo o conteúdo desse blog é originalmente do Blog do Planalto e está licenciado sob a CC-by-sa-2.5:
CLONE BLOG DO PLANALTO

Gripe A H1N1

Fale com o Ministério

disque saúde 0800 61 1997
Ministério da Saúde – Esplanada dos Ministérios – Bloco G – Brasilia / DF
CEP: 70058-900