Prefeitura de Uberaba decreta situação de emergência

Mônica Cussi – 28/08/2009

Diante de tanta demanda nas unidades de saúde do município no último fim de semana, a Prefeitura de Uberaba e o Comitê de Enfrentamento à Gripe A resolveram tomar medidas mais drásticas em relação à prevenção da doença na cidade. Isso também porque o secretário de Saúde, Valdemar Hial, admite cinco óbitos recentes em Uberaba em pessoas com suspeita de gripe H1N1. Uma dessas mortes aconteceu na noite de quarta-feira, com a mulher de um médico.

Mas Valdemar é enfático: “Não existem exames laboratoriais que confirmem casos em Uberaba. Temos que aguardar”, diz. E lembra que os exames laboratoriais só são contabilizados pelo governo com resultados de laboratórios credenciados pelo mesmo.

Ontem, foi decretada Situação de Emergência na cidade para a tomada de providências de enfrentamento à gripe suína, com aquisições de equipamentos para compor a UPA São Benedito e também contratação de mais 14 profissionais para atender no local.

Ele afirma que as pessoas devem a qualquer sintoma de gripe procurar as unidades básicas de saúde. E se lá for diagnosticado suspeita de Síndrome Respiratória Aguda, deverão ser encaminhados à UPA São Benedito, onde 12 leitos estarão disponíveis e equipados para atender a esses casos de isolamento. Valdemar explica que a parte da farmácia da UPA foi transformada em unidade de atendimento especial para a gripe suína e os medicamentos, agora, serão encontrados somente na unidade Abadia.

Atualmente, existem 25 casos monitorados da doença e 15 pacientes estão internados. Destes, cinco necessitam de ventilação mecânica para tratamento de insuficiência respiratória aguda grave, que indica suspeita de Influenza A.

A medicação específica está disponível nos hospitais públicos e provados da cidade. E todos os médicos devem seguir o protocolo do Ministério da Saúde. Fazem parte do Comitê Técnico Municipal de Enfrentamento da Influenza A pessoas de diversos setores da saúde, somando 14 profissionais.

Dados estatísticos indicam que toda pandemia tem seu pico entre oito e doze semanas. No Brasil, foi declarada a transmissão no dia 11 de junho, o que confere que o país se encontra no auge da pandemia.

Gripe A H1N1

Fale com o Ministério

Antes de enviar sua mensagem consulte a seção Perguntas Freqüentes. Sua dúvida já pode estar respondida. Caso queira registrar uma reclamação ou denúncia preencha o formulário abaixo. Você também pode ligar para o Disque Saúde – 0800 61 1997, a Central de Teleatendimento do Departamento de Ouvidoria Geral do SUS, para receber informações sobre doenças e registrar reclamações, denúncias e sugestões.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: