Valor de plano de saúde pode aumentar 10% devido a gripe suína

Segunda-feira, 24 de agosto de 2009 – 01h00

AFP Zoom Solicitações de exames tiveram aumento de 40%

Solicitações de exames tiveram aumento de 40%

Gianvitor Dias

economia@eband.com.br

O aumento de 10% nos gastos dos convênios médicos no tratamento de pacientes infectados pelo vírus H1N1 deve ser repassado ao consumidor ainda neste ano, segundo pesquisa feita pela Bencorp, empresa de consultoria de benefícios e riscos.

“As operadoras identificaram um aumento de 40% na procura nos pronto-socorros e, consequentemente, no número de exames solicitados. Não acredito que eles vão deixar qualquer diferença [prejuízo] passar em branco. Eu diria que vai ser muito difícil o reajuste ficar em apenas um dígito neste ano”, afirma Giorgio Antunes, sócio-diretor da empresa.

Procurado pelo eBand a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) informou que neste ano o teto de reajuste foi fixado em 6,75% para os planos médico-hospitalares individuais ou familiares firmados por pessoas físicas e contratados a partir de janeiro de 1999 – os chamados planos novos. A mudança de preço deve ser feita no aniversário do contrato do beneficiário.

A ANS ainda não soube informar se haverá aumento dos valores dos planos de saúde devido a nova gripe. Os testes de confirmação da doença não têm cobertura dos planos por se tratar de uma “doença nova”, segundo a agência. Apesar de disponível gratuitamente na rede pública, o exame que detecta a presença do vírus custa R$ 115 na rede privada.

No entanto, o consumidor deve estar atento quanto às despesas de internação prescritas no contrato – tais como UTI (Unidade de Terapia Intensiva), inalação e demais medicamentos que não sejam de controle do Ministério da Saúde, entre eles o remédio para combater a gripe suína, o Tamiflu.

“É importante que o consumidor saiba o que ele tem direito. O primeiro atendimento não pode ser negado”, disse Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da Pro Teste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor).

Em caso de planos de saúde hospitalares, a internação, os medicamentos necessários e outros exames laboratoriais devem ser custeados pelo convênio. “A cobertura e o atendimento são necessárias e caso sejam negados, o consumidor deve entrar em contato com a ANS e com órgão de defesa do consumidor”.

( esse pais virou mesmo um bordel desgovernado !!!!!)

Gripe A H1N1

Fale com o Ministério

Antes de enviar sua mensagem consulte a seção Perguntas Freqüentes. Sua dúvida já pode estar respondida. Caso queira registrar uma reclamação ou denúncia preencha o formulário abaixo. Você também pode ligar para o Disque Saúde – 0800 61 1997, a Central de Teleatendimento do Departamento de Ouvidoria Geral do SUS, para receber informações sobre doenças e registrar reclamações, denúncias e sugestões.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: