Corpo de sul-africano é retirado de Casa de Saúde sem autorização da Secretaria de Saúde

Publicada em 04/12/2008 às 13h13m

Luisa Valle

Laboratório de segurança P3 da Fiocruz - Foto Peter Ilicciev - Divulgação

RIO – O corpo do engenheiro sul-africano Willian Charles Erasmus, que morreu em conseqüência de febre hemorrágica, ainda sem causa identificada, na última terça-feira foi transportado da Casa de Saúde São José para o crematório do Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, sem autorização da Secretaria de estadual de Saúde. A transferência, em esquema especial de segurança, seria feita por bombeiros usando uma roupa à prova de contaminação. De acordo com a assessoria de imprensa da secretaria de Saúde, respresentantes do hospital onde o estrangeiro morreu serão ouvidos para esclarecer os motivos do transporte irregular, que foi feito na noite da quarta-feira por funcionários da Santa Casa de Misericórdia.

Fiscais da Vigilância Sanitária do município do Rio, que estão trabalhando em conjunto com a Secretaria Estadual de Saúde, chegaram a ir ao hospital, mas foram informados lá que o corpo do sul-africano, já havia sido transferido. Policiais militares fazem a segurança até o momento da cremação para evitar novas irregularidades. O corpo está à espera de ordem judicial e do passaporte para ser cremado.

No início da tarde desta quinta-feira, a Santa Casa de Misericórdia divulgou uma nota em que explica que o corpo do empresário foi removido às 21h30m de quarta-feira obedecendo a todas as normas de segurança estabelecidas pelo Ministério da Saúde. A nota diz que os funcionários usaram luvas, máscaras, aventais e gorros.

Ainda de acordo com a Santa Casa, a remoção foi feita a pedido da direção da Casa de Saúde São José, já que a instituição não tem frigorífico para acondicionar o corpo. O cadáver se encontra completamente isolado, envolvido em ataduras, dentro de um saco plástico lacrado e de uma urna de zinco hermeticamente fechada.

Causa da morte é investigada

Cinco especialistas em doenças contagiosas do Ministério da Saúde estão no Rio para investigar a causa da morte do engenheiro com as autoridades do município e do Estado. Amostras de sangue e do fígado do engenheiro são analisadas na Fiocruz, em Manguinhos. A principal suspeita é contaminação por arenavírus , que é transmitido pela urina ou fezes de um rato contaminado. Os especialistas brasileiros fazem três tipos de exame para confirmar o que provocou a febre hemorrágica no estrangeiro.

As autoridades sanitárias brasileiras trabalham com a hipótese de que o empresário estaria infectado com um tipo ainda desconhecido de arenavírus que causou um surto na Clínica Morningside, em Johannesburgo, entre setembro e outubro, matando quatro pessoas. Ele foi submetido a uma operação ortopédica neste mesmo hospital 15 dias antes de embarcar para o Brasil.

As equipes do Ministério da Saúde e das secretarias estadual e municipal da Saúde identificaram 65 pessoas que podem ter tido contato direto com fluídos e secreções (sangue, muco, urina, fezes, vômito) do sul-africano. Entre as pessoas que estão sendo monitoradas está um outro empresário sul-africano, parceiro de viagem do morto, e os médicos e enfermeiros dos hospitais Barra D’Or e São José que o atenderam.

Como o caso pode ter relação com o arenavírus, o grupo está sendo monitorado, com verificação da temperatura corporal duas vezes ao dia. Os médicos também estão atentos a outros sintomas como dores de cabeça, diarréia, vômitos, pele amarelada, calafrios e dores na garganta. Não foi indicada a realização de quarentena, já que a transmissão da doença ocorre somente depois do início dos sintomas. Na África do Sul, onde houve cinco casos semelhantes ao do paciente que morreu no Rio de Janeiro, 121 pessoas foram monitoradas sem necessidade de quarentena e nenhuma delas apresentou sintomas de febre hemorrágica. ( Infectologistas dizem que é pequeno risco de transmissão de febre hemorrágica que matou sul-africano ).

Se for identificado algum caso suspeito, será encaminhado para atendimento especializado em unidade de referência no Rio de Janeiro. Os exames que estão sendo realizados nas amostras do sul-africano, na Fiocruz, devem ficar prontos no início da próxima semana . Se for necessário, serão realizados exames complementares com amostras de sangue ou vísceras do paciente, na própria Fiocruz.

O empresário chegou a São Paulo pelo vôo SA222 da South African Airways em 23 de novembro às 16h30m. Ele foi para o Rio em 23 de novembro pelo TAM JJ3510 às 19h, chegando ao Rio às 20h. Ele só teve sintomas como febre e hemorragia em 27 de novembro, quatro dias depois de chegar ao Brasil, o Ministério da Saúde garante que não houve risco de transmissão do vírus ainda não identificado para outras pessoas antes desta data. O Ministério da Saúde informou que está descartado o monitoramento dos passageiros que estavam nos mesmos vôos do sul-africano – de Johannesburgo para São Paulo e de São Paulo para o Rio de Janeiro. O retorno para a África do Sul estava marcado para 29 de novembro, mas ele remarcou (por telefone via Johannesburgo) a passagem para 6 de dezembro.

De acordo com o Ministério da Saúde, já foram descartadas as possibilidades de dengue, malária e ebola. Ainda estão sendo investigadas as hipóteses de hantaviroses, hepatites e leptospirose, além de infecção por arenavírus. A Fiocruz realiza exames de sorologia para indicar um diagnóstico, PCR (método de biologia molecular altamente sensível) para identificar material genético do agente causador da doença, e exame histopatológico em fragmento de fígado do paciente.

“”””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””
Olá,

Seu blog em: http://osmaiasdeecadequeiros.blogspot.com/ foi identificado
como um potencial blog de spam. Para corrigir esse problema, solicite uma
revisão preenchendo o formulário em http….

Se não for revisado, seu blog será excluído em 20 dias e seus leitores verão
uma página de aviso durante esse período. Após o recebimento de sua solicitação,
nós revisaremos e desbloquearemos o blog dentro de dois dias úteis. Após nossa
análise e determinação de que seu blog não é um spam, ele será desbloqueado e a
mensagem no painel do Blogger não será mais exibida. Se esse blog não for seu,
você não precisará fazer nada. Nesse caso, se você possuir outros blogs, eles
não serão afetados.

Usamos um classificador automatizado para encontrar spam. A detecção
automática de spam é inerentemente confusa, e, às vezes, um blog como o seu pode
ser sinalizado incorretamente. Pedimos desculpas por nosso erro. No entanto, ao
usarmos esse tipo de sistema, podemos oferecer mais armazenamento, largura de
banda e recursos de engenharia para blogueiros como você e não para criadores de
spam. Para obter mais informações, entre em contato com a Ajuda do Blogger:
http://
Obrigado pela compreensão e por colaborar com nossos esforços anti-spam.

Sinceramente,

A Equipe do Blogger


Seu blog está bloqueado

Os robôs de prevenção contra spam do Blogger detectaram que seu blog possui características de um blog de spams. (O que é um blog de spams?) Uma vez que você está lendo esta seção, seu blog provavelmente não é um blog de spams. A detecção automática de spams é inerentemente confusa. Pedimos desculpas por este falso sinal positivo.

Recebemos sua solicitação de desbloqueio em 30 de Novembro de 2008. Em nome dos robôs, desculpamo-nos por bloquear seu blog, que não é de spams. Aguarde enquanto analisamos seu blog e verificamos se ele não é um blog de spams

Acho que o blog será mantido no, também gratuito, http://www.wordpress.com , pois está ocorrendo com muitos blogs daqui!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: