O novo olhar de Dilma

Sinistra coloca lentes de contato de última geração e abandona os óculos para enxergar mais longe

Rudolfo Lago

Quando chegou à Casa Civil da Presidência em 2005, Dilma Rousseff usava cabelos bem curtos, que muitas vezes apareciam meio despenteados. As roupas eram invariavelmente terninhos, de tom escuro. No rosto, os olhos escondidos pelos óculos de aros redondos. Desde que foi alçada à condição de aposta do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à sua sucessão em 2010, o visual da ministra começou a mudar.

VÁRIAS FACES Dilma mudou ao longo dos anos. Em 2001, usava cabelos mais longos. Em 2005, um corte curto. Um ano depois, os fios estavam mais longos e a face mais tranqüila. Agora, o ápice: finalmente sem óculos

Primeiro, foram os cabelos, que cresceram. As transformações continuaram com a troca dos terninhos mais sisudos por outros mais claros, em tons como azul-claro ou verde. A última aconteceu na semana passada: numa solenidade no Palácio do Planalto na quarta-feira 26, Dilma apareceu com lentes de contato no lugar dos óculos redondos.

A ministra não havia conseguido se livrar dos óculos até agora por pura falta de opção. Há cerca de 20 anos, ela se submeteu a uma cirurgia para corrigir uma miopia de oito graus no olho esquerdo e 7,5 graus no olho direito, segundo amigos. Usava, por isso, óculos de lentes muito pesadas.

A operação, feita ainda com bisturi, diminuiu a miopia mas aplanou sua córnea. Por essa razão, nenhuma lente se encaixava em seu olho. Era como tentar colocar uma tampa curva em uma superfície achatada. Há cerca de um ano, porém, desembarcou no Brasil uma nova lente indicada justamente para esses casos. Feitas sob medida, elas se adaptam perfeitamente à curvatura da córnea, permitindo que o paciente enxergue de longe sem a necessidade de óculos. Para ver de perto, no entanto, a ministra continuará a recorrer a óculos.

Dilma nega que esteja recebendo aconselhamento de especialistas em marketing político para tornar seu visual mais leve. Mas as informações que surgem de dentro do próprio Palácio do Planalto dão conta de que as mudanças começaram depois de algumas dicas do marqueteiro da última campanha de Lula, João Santana. E fazem mesmo parte de uma estratégia consciente. Na segundafeira 24, por exemplo, na reunião ministerial convocada por Lula na Granja do Torto, Dilma ainda não estava com as suas novas lentes de contato. Mas um participante do encontro observou que, enquanto ainda estavam presentes na sala fotógrafos e cinegrafistas, ela tomou o cuidado de ficar sem óculos.

Colocou-os depois da saída dos repórteres. Também dentro da estratégia de tornar-se mais leve, Dilma passou a contar com a ajuda do jornalista Laurez Cerqueira na confecção dos seus discursos. Sua tarefa é dar um colorido aos números frios do PAC, mostrando, por exemplo, o caráter social das obras. Os discursos de Dilma passaram a frisar que uma obra de infra-estrutura é social porque gera empregos e promove distribuição de renda. Sempre que possível, eles serão proferidos com um sorriso. E, agora, sem óculos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: