Senado argentino aprova nacionalização da previdência privada

O Senado argentino aprovou hoje um projeto governamental para nacionalizar os milionários recursos que há 14 anos estão nas mãos das Administradoras de Fundos de Aposentadoria e Previdência (AFJP) da Argentina.

A iniciativa, que há duas semanas já tinha recebido o sinal verde da Câmara dos Deputados, foi aprovada no Senado – de maioria governista – por 46 votos a 18, após 12 horas de debate.

A reforma representa uma grande vitória do Governo de Cristina Fernández de Kirchner, e põe fim ao sistema de aposentadoria por capitalização criado em 1994.

Além disso, permite a transferência à Administração Nacional da Seguridade Social (Anses) de cerca de 78 bilhões de pesos (US$ 23,35 bilhões) fornecidos por milhões de trabalhadores argentinos estes anos às AFJP.

A reforma foi proposta há exatamente um mês pelo Governo, que alegou urgência na mudança do regime por causa da súbita e forte queda de rentabilidade dos fundos das AFJP em função da crise financeira global.

Os fundos de pensões, que contam com 9,5 milhões de filiados, estão nas mãos de bancos e seguradoras de capital argentino, espanhol, holandês e americano.

As AFJP têm 55% de seus investimentos em bônus soberanos e outros 14% em ações de empresas, entre elas 14 que fazem parte do Merval, principal índice da Bolsa de Valores de Buenos Aires.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: