Archive for the CRIME CONTRA CRIANÇAS Category

Prostitución infantil en la frontera México-EE.UU.

Posted in CRIME CONTRA CRIANÇAS on 9 de Setembro de 2008 by os.maias

José Baig
BBC
José Baig
Mundo USA


Niña y adulto con dinero
La explotación sexual es uno de los negocios ilegales más lucrativos del mundo.

Hasta 50 mil menores de edad, especialmente niñas, son víctimas de explotación sexual a lo largo de la frontera entre México y Estados Unidos, según cifras que manejan algunas organizaciones locales.

“La explotación sexual de personas ocupa el tercer lugar, por detrás del narcotráfico y la venta de armas, entre los negocios ilegales más lucrativos del mundo”, le dijo a BBC Mundo Melissa Snow, de la organización Shared Hope (Esperanza Compartida), que combate el tráfico de personas en todo el mundo.

Según la organización, las bandas de comercio sexual reclutan a sus posibles víctimas entre las poblaciones y los grupos más vulnerables y después las venden a burdeles “que están por todo Estados Unidos”.

Snow cita un caso de un “reclutador” de niñas a quien le encargaron llevar diez menores desde México a Nueva Orleans, pero la operación se vio frustrada por las autoridades de Estados Unidos.

“Lo que hizo fue empezar a buscar en San Antonio (Texas) niñas con características étnicas similares a las de México para poder cumplir con el encargo”, cuenta la vocera de Shared Hope.

“A los dos lados”

Como si se tratara de cualquier otra actividad comercial, Snow explica que “este es un mercado fuertemente impulsado por la demanda”. Es decir, que cada vez hay más “clientes” pagando por tener contacto sexual con menores de edad.

“Se aprovechan de que muchos menores de entre 12 y 17 años llegan a la zona fronteriza porque quieren cruzar al otro lado”, afirma Marisa Ugarte, del Bilateral Safety Corridor (Corredor de Seguridad Bilateral), una organización que aboga por la protección de los menores en los dos lados de la frontera.

Muchos de estos menores quieren intentar el cruce por sí solos, pero otras veces han sido llevados hasta ese lugar bajo engaño de personas que les ofrecen educación y una vida mejor.

“Son forzados a hacer muchas cosas con la falsa promesa de que los van a pasar al otro lado”, afirma Ugarte.

Marisa Ugarte añade también que este negocio va acompañado de corrupción a los dos lados de la frontera y que en México, muchas de estas organizaciones de traficantes de menores operan en conjunto con los poderosos carteles de la droga de México.

“Camino a casa”


Frontera México-Estados Unidos
La frontera es terreno fértil para los negocios ilegales.

Parte del problema son los niños que llegan solos a la zona fronteriza desde los dos lados. Tanto los que quieren cruzar hacia Estados Unidos como los que son deportados desde ese país están en una situación que los hace más vulnerables de caer en las manos de los traficantes.

Esta semana, un senador federal mexicano, Antonio Valladolid, propuso una iniciativa para lograr que estos niños sean devueltos de inmediato a su lugar de origen, sin ser procesados como adultos indocumentados y sin pasar por los centros de acogida de menores.

En el estado de Sonora, por ejemplo, una iniciativa similar -llamada “Camino a casa”- ha logrado que vuelvan a sus hogares más de 27.000 menores, según cifras que publica el Sistema para el Desarrollo Integral de la Familia (DIF) en su página de internet.

Del lado estadounidense el Bilateral Safety Corridor y otras organizaciones trabajan con el Departamento de Justicia y las policías de la zona en un programa piloto para entrenarlos en cómo tratar a los menores víctimas de explotación sexual.

Os réus do processo são :JACUZZI DO BRASIL, AGF BRASIL SEGUROS E…

Posted in : NECESSIDADES ESPECIAIS, CRIME CONTRA CRIANÇAS, DIREITOS, NOTICIAS, POLITICA, SOLIDARIEDADE on 9 de Setembro de 2008 by os.maias


Photobucket

Este selo, feito pelo autor do blog Adesenhar, de Portugal, é a convocação para a Blogagem Coletiva para Flavia, programada para o dia 15 de Setembro de 2008, cujo tema será JUSTIÇA PARA FLAVIA. (como está escrito no selo de adesão)

Para participar, copie o código do selo ao lado que melhor se ajuste ao layout de seu blog e mantenha-o no seu sidebar. No dia da Blogagem transfira o selo para o início de seu post e escreva algo relacionado ao tema. Se preferir, copie na integra ou parcialmente um dos posts que estarei escrevendo nos próximos dias.Nesse caso, por favor, mencione que o texto é meu. Peço que por gentileza não usem termos inadequados ou ofensivos aos réus e juizes.

Os réus do processo pelo acidente causado à Flavia são :

JACUZZI DO BRASIL – fabricante que vendeu o ralo sem orientação técnica quanto à correta relação de proporção entre o equipamento de sucção e o tamanho da piscina onde foi instalado..

CONDOMÍNIO JARDIM DA JURITI – Av.Juriti,541 – Moema – São Paulo

Substituiu - sem orientação técnica – o equipamento de sucção da piscina. O motor de potência de 0,50 cavalos foi substituído por outro de 1,50 cavalos com potência superior em 78% o que deixou o equipamento superdimensionado e fora dos padrões de segurança, conforme perícia técnica anexada aos autos do processo de Flavia.

AGF BRASIL SEGUROS. – Seguradora do Condomínio.

Não pagou, quando por mim solicitada, o seguro de responsabilidade civil existente no condomínio, vindo a fazê-lo 1 ano e 11 meses após, mediante ordem judicial mas sem juros nem correção monetária.

quase dez anos, dei entrada na Justiça Paulista no processo de indenização por perdas e danos morais pelo acidente causado à Flavia. Há quase dez anos, luto na justiça pela condenação dos culpados. Até hoje os réus seguem impunes, e Flavia, já com 20 anos, segue vivendo sem a proteção que deveria - de imediato – lhe ter sido dada pela justiça que de tão lenta se torna uma justiça injusta.


Durante esses todos esses anos de batalha judicial, o processo de Flavia teve dois julgamentos. Em ambos nos foram concedidas indenizações de valores irrizórios, ínfimos, podendo mesmo serem considerados aviltantes, tendo em vista as gravíssimas sequelas que este acidente – causado por negligência de terceiros – deixou em Flavia. (*) Em novo e último recurso solicito à justiça, – agora em Brasília – indenização de valor adequado à gravidade deste acidente, para que Flavia possa ser cuidada – pelo resto de sua vida – com os recursos de que necessita para ter uma sobrevida digna. Há mais de um ano, o processo de Flavia teve autorização da justiça paulista para ser julgado em Brasília, em última instância. Há mais de três meses, essa decisão saiu publicada no Diário Oficial de São Paulo. Somente dia 14 de Julho de 2008, o processo de Flavia saiu do Tribunal de Justiça de São Paulo rumo ao Superior Tribunal de Justiça em Brasília. E lá, não sabemos por quantos anos ainda permanecerá.

Solicito sua adesão a esta Blogagem Coletiva. A união dos blogs em torno de um tema nos torna – a todos – mais fortes. Vamos juntos, escrever sobre a lentidão da justiça no julgamento de processos judiciais, deixando vítimas de acidentes graves, esperando por anos a fio pela punição dos culpados e por uma indenização coerente e condizente com a gravidade do dano que lhes foi causado. Vamos protestar contra essa lentidão, não só no Brasil, mas também nos países em que a justiça seja lenta. Somos todos irmãos.

(*) Nos dois julgamentos a indenização concedida pelos juizes de São Paulo foi em torno de 100 mil reais.

( O QUE É RIDICÚLO, DIANTE DO SOFRIMENTO… , QUE VERGONHAAAAAAAAA !!!!!)

( QUANTO CUSTA UMA CAMPANHA PUBLICITARIA NA TV , INTERNET OU MIDIA IMPRESSA PARA ESSAS EMPRESAS ??)

(ATENÇÃO SENHORES POLITICOS : HORA DE MOSTRAR SERVIÇO, FAZER JUZ AOS SEUS SALARIOS “QUE NÃO SÃO NADA BAIXOS”,)

( A FLÁVIA É APOSENTADA PELO INSS ?)

(ONDE ESTÃO OS PROMOTORES HOLLYWOODIANOS ????)


A B S U R D O


Ação da PF leva à prisão de 30 pedófilos no mundo

Posted in CRIME CONTRA CRIANÇAS on 7 de Setembro de 2008 by os.maias

Apesar de a segunda etapa da Operação Carrossel da Polícia Federal ter prendido apenas três pessoas pelo crime de pedofilia no Brasil, os desdobramentos do trabalho realizado pela PF tiveram reflexo em outros países, que conseguiram levar para a cadeia mais de 30 pedófilos.

Com informações obtidas pela PF nos computadores apreendidos foi possível detectar para onde as imagens de pornografia infantil eram enviadas via Internet. Somente em Portugal, 23 pessoas foram presas na última quinta-feira, um dia após a operação ter sido deflagrada no Brasil. Na Grécia, dez pessoas foram presas na mesma data.

Diversos países acompanham a investigação brasileira desde a primeira etapa da operação, em dezembro de 2007, e outros pedófilos devem ser presos nos próximos dias, segundo o diretor da Divisão de Combate aos Crimes Cibernéticos da PF, delegado Adalton Martins.

Ele explica que diversas buscas foram feitas e um grande volume de material foi apreendido com o desdobramento desta segunda etapa da operação.

Segundo ele, até em Hong Kong foram efetuadas cinco buscas e um homem foi preso. Na Austrália foi encontrado e detido um homem que tinha em seu poder mais de 50 mil arquivos de pornografia infantil. “Ele disseminava tanto esse conteúdo na rede que foi detectado pelas nossas investigações”, explica Adalton.

As informações sobre novas prisões são repassadas pelas polícias de outros países para ele. “Desde que a segunda etapa da operação foi feita, não paro de receber e-mails de autoridades internacionais. Juntos, estamos criando uma rede mundial de combate a pedofilia, com a ajuda da Interpol”, explica o delegado.

No Brasil, a segunda etapa da Operação Carrossel culminou na prisão de três pessoas e na apreensão de um grande volume de material, que segundo a PF, apenas em análises preliminares, já se pode dizer que contém pornografia infantil.

Todo esse material servirá de base para que a polícia deflagre novas operações. “Nosso trabalho é ininterrupto”, explica o delegado, que coordena o combate a pedofilia dentro da PF.

A corporação ainda não conta com uma unidade específica para combater a pedofilia, por isso, as operações são feitas via Divisão de Combate aos Crimes Cibernéticos.

Lei brasileira impediu a prisão de 50 pedófilos

Posted in CRIME CONTRA CRIANÇAS, TÔ SEM PALAVRAS... on 7 de Setembro de 2008 by os.maias

Se a legislação brasileira fosse semelhante à de outros países no que diz respeito ao combate à pedofilia, teriam sido presos mais de 50 pedófilos, e não apenas três, na Operação Carrossel II da Polícia Federal, na última quinta-feira.

De acordo com o delegado que coordenou a operação, Adalton Martins, se a exemplo dos outros países, a lei daqui autorizasse a prisão daqueles que armazenam imagens de pornografia infantil o número de presos no Brasil poderia ser assustadoramente grande.

A legislação só permite que essas pessoas sejam presas em flagrante, o que dificulta o trabalho da PF, conforme Martins. “Tínhamos aqui 113 alvos com suspeita de prática de pedofilia, só que apenas três deles foram flagrados enviando o material e só eles puderam ser detidos. Se a nossa legislação fosse outra, boa parte destes alvos poderia ser presa apenas por terem computadores com fotos e vídeos pornográficos de crianças”, explica o delegado, chefe da Divisão de Combate a Crimes Cibernéticos.

Já em países onde a lei autoriza esse tipo de prisão, diversas pessoas foram presas após a Operação Carrossel II ter ocorrido no Brasil. Isso ocorreu porque a PF informou autoridades de Portugal e Grécia quais os computadores suspeitos de enviar material com pornografia infantil.

Martins comemora a colaboração internacional, mas não disfarça a decepção de ver que o mesmo não acontece no Brasil. “A gente fica feliz em ajudar outros países, mas é triste saber que não podemos fazer o mesmo para proteger as nossas crianças”, afirma.

A legislação atual, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) prevê no artigo 241: “é proibido apresentar, produzir, vender, fornecer, divulgar ou publicar por qualquer meio de comunicação, inclusive pela rede mundial de computadores ou Internet, fotografias ou imagens com pornografia ou cenas de sexo de explícito envolvendo crianças e adolescentes”.

Ou seja, se alguém guardar em casa ou no computador fotos de crianças e adolescentes fazendo sexo, ele não está infringindo a lei, segundo o ECA. Apenas quem divulga tais informações pode ser preso e esta é a grande dificuldade das autoridades em combater a pedofilia.

“Existem pessoas que têm em seus computadores mais de 50 mil arquivos de pornografia infantil e nós não podemos fazer nada com elas a não ser que a gente consiga flagrá-las repassando o material”, lamenta o delegado.

De acordo com o ECA, quem desobedecer este artigo fica sujeito à pena de prisão de dois a seis anos. Segundo Adalton, a intenção é que também possa receber essa punição quem tiver tais imagens em casa e não apenas quem for flagrado repassando.

O delegado afirma que torce para que o Congresso Nacional aprove o projeto que altera justamente este ponto na lei. Para dele, isso já ajudaria a reduzir a prática da pedofilia. “Torcemos para que isso mude. O principal é a pessoa que estiver mexendo com esse material, pelo menos saber: armazenando essas imagens você está incentivando a prática da pedofilia e você pode ser preso por isso”, declara.

O projeto que pode alterar a legislação já foi aprovado pelo Senado e está em tramitação na Câmara. Para valer, a proposta precisa passar por toda a tramitação até chegar à sanção do presidente Lula.

Ex-namorada de suspeito de pedofilia é chamada para depor

Posted in CRIME CONTRA CRIANÇAS on 7 de Setembro de 2008 by os.maias

Segundo as investigações, as vítimas eram conhecidas do preso.
Atual namorada reconheceu o homem nas gravações obtidas pela polícia.

Do G1, com informações do Jornal Hoje

Uma ex-namorada do engenheiro preso nesta sexta-feira (5) sob suspeita de pedofilia foi convocada pela polícia de São Paulo para depor. Segundo as investigações, as vítimas eram conhecidas do suspeito. Por isso, todo o círculo de amizades dele está sendo investigado.


Segundo a polícia, a sócia e a namorada assistiram a algumas cenas e fizeram o reconhecimento tanto do acusado quanto do quarto do apartamento dele onde foram gravadas. O depoimento da ex-namorada está marcado para a próxima semana.


O engenheiro passou a noite no 77º Distrito Policial, em Santa Cecília, na região central de São Paulo. O suspeito foi detido em seu apartamento, na Mooca, Zona Leste, após ter a prisão temporária de 30 dias decretada. Na casa dele, foram apreendidos brinquedos e balas. A investigação durou cerca de uma semana e começou depois que uma testemunha entregou uma fita à polícia, com imagens fortes.

“Nenhum policial terminou de assistir a fita, nenhum quis assistir até o final”, disse o o delegado Carlos Eduardo Carvalho, titular de Delegacia de Repressão a Fraudes.

Denúncias

Apenas no primeiro semestre de 2008 foram feitas quase 28 mil denúncias sobre pedofilia ou pornografia infantil. O fato do suspeito deste caso ter curso superior e uma rotina aparentemente normal – com filhos, amigos e namorada, chama a atenção.

Mas segundo os especialistas, a história não é uma exceção. As pesquisas mostram que esse tipo de violência acontece em todas as classes sociais. Só um detalhe se repete na maioria dos casos: a proximidade do agressor e da vítima.

Segundo o levantamento da psicóloga Maria Inês Rondello, 47% dos agressores são parentes ou moram com a criança, 15% são conhecidos da família e 19 % são desconhecidos. O primeiro conselhos que a especialista em casos de violência doméstica dá é que os pais devem sempre ficar muito atentos.

Pais e professores também podem descobrir se a criança está sendo violentada observando os sintomas como: ela não consegue dormir ou tem pesadelos, volta a fazer xixi na cama, começa a tirar notas baixas e se afastar dos amigos ou evita ficar perto de um determinado adulto.

“Sempre acredite no que o seu filho diz. Se ele disser que fulano bateu, vá investigar”, afirma a psicóloga.

Engenheiro preso acusado de abuso sexual contra meninas

Posted in CRIME CONTRA CRIANÇAS on 6 de Setembro de 2008 by os.maias

A polícia também investiga o envolvimento do suspeito com uma rede de pedofilia, que alicia crianças pela internet

Polícia investiga se engenheiro preso integra rede de pedofilia pela internet

Posted in CRIME CONTRA CRIANÇAS on 5 de Setembro de 2008 by os.maias

Publicada em 05/09/2008 às 18h36m

Leonardo Guandeline e Fabiana Parajara, O Globo Online

O engenheiro Marcelo Adriano foi preso acusado de pedofilia - Leonardo Guandeline - O Globo Online

SÃO PAULO – A Polícia Civil investiga se o engenheiro eletrônico Marcelo Adriano Barbosa, preso esta manhã na Mooca, na zona leste de São Paulo, integra uma rede de pedofilia pela internet. Na casa de Barbosa, policiais da Divisão de Investigações sobre Furtos e Roubos de Cargas (Divecar) do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic) encontraram 15 fitas VHS com imagens gravadas pelo engenheiro, além de CDs e um laptop com fotos e vídeos de pornografia infantil. O material ainda será analisado pelos policiais.

Segundo o delegado Carlos Eduardo Carvalho, da 4ª Divecar do Deic, foram identicados 212 contatos de e-mails o computador pessoal encontrado pelos policiais nesta sexta-feira na casa do engenheiro. Com alguns dos contatos, Barbosa trocava fotos e vídeos de sexo com crianças. Os nomes serão investigados pela polícia nos próximos dias.

O engenheiro de 42 anos teve a prisão preventiva decretada pela Justiça. Ele foi preso em seu apartamento. Segundo a polícia, pelo menos quatro crianças, entre elas uma menina de apenas 4 anos de idade, teriam sido vítimas do engenheiro. O número pode crescer porque a polícia ainda vai assistir as outras fitas. Segundo a polícia, ele praticaria pedofilia há pelo menos oito anos.

O delegado Ubiracyr Pires da Silva, do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic), afirmou que há uma semana Barbosa era acompanhado de perto por investigadores. De acordo com a investigação, ele cometia os crimes dentro de seu apartamento, que fica na Rua Jaboticabal.

A polícia chegou ao pedófilo por meio de uma denúncia. Foi recebida uma fita VHS que mostra o estupro da menina de 4 anos. No apartamento dele foram apreendidas mais fitas com cenas de abuso sexual de outras meninas e, segundo o delegado, o engenheiro foi reconhecido nas imagens pela própria namorada.

- O material apreendido é uma prova bastante contundente. Vimos pelo menos quatro crianças, meninas de seis, sete e 12 anos em cenas repugnantes – disse o delegado.

As vítimas ainda não foram identificadas.

Barbosa foi preso por volta das 9h e levado à sede do Deic, onde prestou depoimento. O delegado afirmou que as respostas dele, por enquanto, foram evasivas, mas as provas encontradas no apartamento e no escritório do acusado seriam suficientes para qualificar o crime. Além de computadores, foram apreendidos brinquedos e doces.

- Ele (Barbosa) dizia que não era ele nas imagens, o que é um absurdo, pois não há como negar. Depois falava ‘eu preciso me tratar, sou um doente’ – diz o delegado Carlos Eduardo Carvalho.

O advogado da empresa de Barbosa desistiu de defender seu cliente quando viu a fita com imagens do engenheiros e as menores tendo relações.

- Tenho 19 anos de polícia e nunca vi nada igual. Os policiais sequer conseguiram assistir essa primeira fita até o fim – diz o delegado Carlos Eduardo Carvalho.

Marcelo morava sozinho, mas tem dois filhos, um de 20 e outro de oito anos, os dois com mulheres diferentes. Há um ano e oito meses namorava a gerente de um banco, cuja filha tem 7 anos. A namorada do acusado negou conhecer o comportamento de Barbosa. Ela disse que nunca deixou a filha sozinha com o engenheiro.

De acordo com a polícia, existe a suspeita de que engenheiro tenha aliciado algumas das vítimas pela internet, através de programas de mensagens simultâneas.

Segundo o delegado Carlos Eduardo Carvalho, o engenheiro desenvolve projetos de informática e presta serviço para escolas infantis. Não há, por enquanto, qualquer informação que ligue as vítimas de abuso ao trabalho que ele exercia nas escolas.

O delegado Ubiracyr afirmou que será preciso identificar as crianças que aparecem nos vídeos e os pais delas, para descobrir como elas chegavam ao apartamento do engenheiro.

A polícia investiga também se o material gravado e que mostra os abusos era vendido ou divulgado pelo engenheiro.

Homem é acusado de abusar de criança no Ipiranga

Um homem de 35 anos foi preso e acusado de molestar um menino de 11 anos, que é seu primo. A denúncia foi feita pela mãe da criança, que descobriu que o abuso era cometido sob ameaça. Edicarlos Oliveira de Souza, de 35 anos, é acusado de ameaçar o menino com arma de fogo, encontrada em sua residência, no Ipiranga.

O engenheiro de 42 anos preso na manhã desta sexta-feira (5) sob suspeita de molestar crianças pode fazer parte de uma rede de pedofilia, afirmou o delegado Carlos Eduardo Carvalho, titular de Delegacia de Repressão a Fraudes do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic). Ele é suspeito de ter molestado pelo menos seis meninas, com idades entre 4 e 12 anos.

O suspeito foi detido em seu apartamento, na Mooca, Zona Leste, após ter a prisão temporária de 30 dias decretada. Na casa dele, foram apreendidos brinquedos e balas. A investigação durou cerca de uma semana e começou depois que uma testemunha entregou uma fita à polícia

Segundo a polícia, foram encontrados mais de 200 contatos no computador do suspeito, entre eles de adolescentes entre 12 e 15 anos. A polícia acredita que ele pudesse aliciar as vítimas pela internet. Segundo o delegado, as crianças que aparecem nas imagens que levaram à investigação aparentam ser de convívio do suspeito.

“Uma menina que aparenta ter 4 anos fica à vontade com ele, não demonstra receio”, disse. Ainda de acordo com o delegado, a pessoa que entregou a primeira fita à polícia disse, no momento da denúncia: “Por favor, tomem providências”. Além desta fita entregue à polícia, foram apreendidas outras 15, além de 10 CDs, material que ainda será periciado.

O passo seguinte será identificar as possíveis vítimas do suspeito. “A identificação destas crianças será feita pelo próprio acusado”, afirmou Giovanni Sesti Moschini, delegado da Delegacia de Repressão a Fraudes do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) que também participou das investigações.

Segundo a polícia, a sócia e a namorada assistiram a algumas cenas e fizeram o reconhecimento tanto do acusado quanto do quarto do apartamento dele onde foram gravadas. A polícia informou que o suspeito tem dois filhos, um de 20 e outro de oito anos e que moram com as respectivas mães.

O suspeito responderá aos crimes de atentado violento ao pudor, que prevê pena de seis a dez anos de prisão, além da acusação de divulgação de imagens de pedofilia pela internet, que prevê de dois a seis anos de prisão.

Cenas

Segundo o delegado Ubiracyr Pires da Silva, também do Deic, outros vídeos encontrados na casa do engenheiro mostram “cenas grotescas” entre o suspeito e as crianças.

Além de ir à casa do engenheiro, policiais fizeram ao longo da manhã buscas na empresa dele, no bairro do Tatuapé, também na Zona Leste. Segundo a polícia, o suspeito desenvolve projetos de informática e presta serviço para escolas infantis. O delegado informou que já havia uma fotografia do suspeito nos arquivos do Deic

PF faz operação contra a pedofilia na internet

Posted in CRIME CONTRA CRIANÇAS, NOTICIAS on 3 de Setembro de 2008 by os.maias

Quarta-feira, 03/09/2008

Mais de 100 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em 17 estados e no DF, por 650 agentes. Operação Carrossel 2 busca equipamentos eletrônicos que estejam associados à pedofilia.

Assaltante usa ônibus escolar durante fuga no Morumbi

Posted in CRIME, CRIME CONTRA CRIANÇAS, NOTICIAS, TÔ SEM PALAVRAS... on 1 de Setembro de 2008 by os.maias

Dupla planejada seqüestro e um dos bandidos seqüestrou o ônibus, que foi abandonado em Paraisópolis

Solange Spigliatti, do estadao.com.br


Componentes.montarControleTexto(“ctrl_texto”)

SÃO PAULO – Um assaltante usou um ônibus escolar para fugir da polícia na manhã desta segunda-feira, 1º, no Morumbi, na zona sul de São Paulo. Algumas crianças estavam dentro do veículo, segundo as primeiras informações da Polícia Militar.

Por volta das 8h30, os policiais da Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) desconfiaram da atitude de dois suspeitos, que segundo primeiras informações estariam planejando o seqüestro de uma pessoa na região da Rua Colégio Pio XII, próximo ao Palácio do Governo, no Morumbi.

Ao serem perseguidos pelos policiais, um dos bandidos conseguiu escapar e outro seqüestrou um ônibus escolar que passava pelo local, com número de crianças ainda não divulgado, fugindo em direção à Favela Paraisópolis, onde o veículo foi abandonado.

Segundo a PM, as crianças e o motorista da van passam bem. A polícia faz incursão na favela neste momento, com apoio do helicóptero Águia, para localizar o criminoso

Pai liberta filho após mantê-lo refém por 5 horas em SP

Posted in CRIME CONTRA CRIANÇAS on 26 de Agosto de 2008 by os.maias

Homem ficou com a criança no fim de semana; após uma briga com a ex-mulher, fez o garoto de 12 anos refém

Ricardo Valota, do estadão.com.br


Componentes.montarControleTexto(“ctrl_texto”)

SÃO PAULO – Alvaro Borgonha de Moura, 32 anos, libertou o filho Renan, 12, depois de mantê-lo refém por 5 horas e meia no interior de um sobrado da Rua Salvador Mazza, no Jardim Elisa Maria, na zona norte de SP, nesta terça-feira, 26.

O drama começou por volta das 22h30 de segunda-feira, 25. Armado com uma faca, Alvaro resolveu pegar o garoto como refém após ter uma discussão com a ex-esposa, Kátia, mãe do menino. O casal é divorciado e Alvaro estaria inconformado com o fim do casamento.

O pai passou o final de semana com o garoto e havia sido combinado que na segunda-feira à noite o menino seria entregue para a mãe. Kátia dirigiu-se até lá para pegar a criança, mas, após a discussão, Moura resolveu não devolver o garoto.

Às 4 horas, os policiais conseguiram convencer o pai a liberar a criança, que saiu ilesa da casa. Cinco minutos depois Alvaro também deixou a casa e entregou à PM uma faca. A mãe do menino acompanhou tudo do interior de uma das viaturas da PM acionadas para a frente do sobrado. PMs do Grupo de Ações Táticas e Especiais(GATE) foram solicitados, mas foi um soldado do batalhão de área que obteve êxito nas negociações.

O acusado, que mora no sobrado com outras 8 pessoas e possui outros dois filhos com a ex-esposa, foi encaminhado ao 72º Distrito Policial, de Vila Penteado.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.